22 de junho de 2018

CGU emite nota de pesar pela morte do ex-governador baiano Waldir Pires


O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) emitiu uma nota de pesar pela morte do ex-governador Waldir Pires na manhã desta sexta-feira (22) em Salvador.
Waldir Pires foi o primeiro ministro da CGU em sua atual configuração. O político baiano atuou na pasta de 2003 a 2006 e ficou conhecido pela ampla estruturação promovida no órgão de controle interno do Governo Federal.
"Waldir Pires foi responsável por coordenar a atuação das estruturas de detecção e punição na CGU, em 2003, por meio da Secretaria Federal de Controle Interno (SFC), da Ouvidoria-Geral da União (OGU) e da Corregedoria-Geral da União (CRG). Os mecanismos de prevenção da corrupção ganharam maior dimensão e foram reunidos na então Secretaria de Prevenção da Corrupção e Informações Estratégicas (SPCI), criada no início de 2006", aponta a nota do órgão federal.
Durante a gestão do ex-ministro, a CGU implementou importantes políticas de controle da Administração Pública, bem como de prevenção e combate à corrupção. Destacam-se o Programa de Fiscalização a partir de Sorteios Públicos, com auditorias dos recursos federais transferidos a estados e municípios; o programa de capacitação de cidadãos para atuarem no controle social, Olho Vivo no Dinheiro Público;  e o Portal da Transparência, ferramenta de prestação de contas governamental, lançada em 2004, reconhecida e premiada no Brasil e no exterior.
Em dezembro de 2003, em Mérida, México, Waldir Pires assinou, pelo Brasil, a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, marcando, a partir dali, a presença do país nos fóruns internacionais sobre a matéria. Sob seu comando, a CGU foi responsável por organizar o IV Fórum Global de Combate à Corrupção, sediado em Brasília, em junho de 2005.
"A CGU presta condolências aos familiares do ex-ministro e agradece pelos relevantes serviços prestados", diz o ministério.

Morre o ex-governador da Bahia Waldir Pires

Waldir Pires em campanha para governador em Bravo -Serra Preta
Foto: arquivo pessoal de Zelito Leite
Vítima de uma parada cardiorrespiratória, o ex-governador da Bahia, Waldir Pires, morreu na manhã desta sexta-feira (22), por volta das 10h, no Hospital da Bahia, em Salvador. Pires tinha 91 anos e também foi ministro da Previdência Social (1985-1986), deputado federal (1990-1994/1999-2003) e vereador (2013-2016).
O político, que era filiado ao PT, deu entrada na unidade na noite quinta-feira (21), com quadro de pneumonia, e, segundo o hospital, não respondeu às manobras de reanimação e veio a óbito.
Comício de Waldir Pires para governador em Bravo
Foto: arquivo pessoal de Zelito Leite
Waldir Pires nasceu na cidade de Acajutiba (BA). Formou-se em Direito e liderou o Movimento Antinazista. Foi governador da Bahia (1987-1989), renunciando para concorrer a vice-presidencia na chapa com Ulisses Guimarães. 
O governador Rui Costa escreveu mensagem de pesar nas redes socais. "A Bahia e o Brasil não perdem apenas um político. Waldir Pires era um exemplo de caráter e retidão, na vida pública e na vida privada. Dedicou boa parte de seus 91 anos de vida à defesa da cidadania e à construção de um Brasil melhor. Esse legado serve de herança e inspiração para todos nós. Com temperança e honestidade, bem ao seu estilo, levaremos adiante seus ideias. Meus sentimentos, em especial à família e aos amigos, e que Deus conforte a todos nós. A Bahia está de luto oficial de cinco dias".



21 de junho de 2018

Moradora ganha R$ 1 milhão na Nota Premiada Bahia


A ganhadora do primeiro sorteio especial de R$ 1 milhão da campanha Nota Premiada Bahia, do Governo do Estado, mora no bairro de Matatu, em Salvador. Ela foi sorteada na noite desta quarta-feira (20), a partir dos números da Loteria Federal, entre mais de 317 mil concorrentes cadastrados no site da campanha (www.notapremiadabahia.ba.gov.br).

O resultado foi verificado por duas equipes da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA), com a fiscalização da Auditoria Geral do Estado (AGE). "O decreto que institui a nota premiada determina que a AGE seja o órgão a fazer esta auditoria. Então, todo processo é acompanhado desde a geração dos bilhetes, passando pela identificação do premiado e a comunicação e publicação dos vencedores", explica o auditor-geral do Estado, Luís Augusto Rocha.

Este é o segundo sorteio de junho. No último dia 13 ocorreu o sorteio mensal regular, que distribuiu dez prêmios de R$ 100 mil entre participantes de Salvador, Camaçari, Urandi e Feira de Santana. Ao todo, a Nota Premiada Bahia já promoveu cinco sorteios mensais desde fevereiro, contemplando 35 moradores da capital e 15 do interior.

Para concorrer, além de estar cadastrado, é preciso incluir o CPF nas compras realizadas em estabelecimentos que emitem a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e). "Qualquer pessoa pode participar. Basta realizar o cadastro no site. A campanha é de educação fiscal, incentivando o cidadão a solicitar a nota fiscal nas compras que realizar no mercado varejista", afirma o coordenador da campanha, Antonio Carlos Santos.

A NFC-e é um documento de fácil identificação por possuir um QR Code, código de barras com formato quadrado. A iniciativa também beneficia instituições sociais e de saúde que integram o programa Sua Nota é um Show de Solidariedade. Ao se cadastrar no site, o participante escolhe até duas instituições, entre as 674 cadastradas, para o compartilhamento das notas fiscais eletrônicas.

Loteria Federal

Todas as compras realizadas pelos cidadãos cadastrados no sistema são convertidas em bilhetes eletrônicos de dez números cada, que podem ser conferidos no site da Nota Premiada, sempre antes da realização dos sorteios. Para os prêmios mensais, são considerados os resultados da Loteria Federal divulgados na segunda quarta-feira de cada mês. Os prêmios especiais também são definidos em datas de sorteios da Federal.

A quantidade de bilhetes eletrônicos a que o cidadão terá direito para concorrer aos prêmios depende do volume de compras realizadas. Como forma de equilibrar as chances dos cidadãos com maior ou menor volume de compras, o sistema foi programado para estabelecer uma relação decrescente entre volume de compras e total de bilhetes emitidos. O teto máximo será de 45 bilhetes emitidos por contribuinte a cada mês, para compras acima de R$ 2 mil.

São, no total, oito faixas de volumes de compras. Se a soma dos valores das notas associadas ao CPF for de até R$ 100 no mês, o cidadão terá direito a dez bilhetes eletrônicos. Se a soma for de até R$ 200, serão 15 bilhetes. Serão 20 bilhetes quando a soma dos valores das notas for de até R$ 400, 25 bilhetes se o somatório for de até R$ 800, 30 bilhetes se for de até R$ 1,2 mil, 35 se chegar a R$ 1,6 mil e 40 se alcançar R$ 2 mil, chegando a 45 para todas as situações em que a soma ficar acima deste último patamar.

Fotos: Paula Fróes/GOVBA
Informações: Secom  - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia


20 de junho de 2018

Jornalista americana chora ao noticiar separação de bebês e crianças de pais imigrantes



A jornalista Rachel Maddow, comentarista de política da emissora MSNBC, chorou em uma transmissão ao vivo ao noticiar uma reportagem sobre a separação de bebês e crianças de pais imigrantes que entram de maneira ilegal nos Estados Unidos.

O tema da separação de famílias de imigrante ilegais repercute dentro e fora dos Estados Unidos. Uma nova política do governo Trump estabelece que imigrantes ilegais adultos tenham que ser levados a centros de detenção e responder a processos criminais ao entrar em território americano. Com isso, os menores de idade que chegam junto com seus pais são separados e levadas a abrigos sob custódia do governo.

Em seu programa na noite desta terça, Maddow começou a ler as primeiras frases de uma reportagem que acabava de ser divulgada quando começou a chorar. Como não conseguiu ler toda a notícia, encerrou o programa e chamou para a participação de outro jornalista.

Mais tarde, Maddow publicou um pedido de desculpas em sua conta no Twitter: "Tudo desta reportagem da Associated Press que surgiu quando eu estava no ar nesta noite, mas que eu fui incapaz de ler. De novo, peço desculpas por perder [o controle emocional] por um momento. Não foi do jeito que eu pretendia que fosse, nem de longe", tuitou.




19 de junho de 2018

Após resultado de exame de DNA, DH Feira prende acusado de matar Bruna Santana

Foto: Arquivo (Jacuípe Notícias)
Policiais civis da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana (DH/Feira) prenderam, na madrugada desta terça-feira (19), Gilmar Dantas dos Santos, 41 anos, acusado de matar a adolescente Bruna Santana Mendes. A garota desapareceu após sair do Shopping Boulevard e foi encontrada morta no dia 23 de fevereiro dentro de saco em um terreno baldio localizado no bairro Jardim Cruzeiro.

De acordo com o delegado Fabrício Linard, titular da Delegacia de Homicídios, o exame de DNA de Gilmar Dantas deu positivo para o material coletado nas unhas da vítima. Ainda segundo o delegado, o acusado responde por dois casos de estupro em Conceição do Jacuípe e residia na mesma rua onde a vítima foi vasta pela última vez. O nome dele como quarto suspeito do crime não foi divulgado para não atrapalhar as investigações.
Em relação aos demais suspeitos, que ficaram presos temporariamente, o delegado informou ao Acorda Cidade que as investigações continuam para que sejam totalmente descartadas as participações deles, caso seja comprovado que Gilmar agiu sozinho, como suspeita a polícia.
"Em momento algum abandonamos o caso. Ele foi a última pessoa com quem a vítima foi vista e com quem ela teve contato. Só isso aí já o tornou um suspeito em potencial. Ele estava sozinho no momento da abordagem a garota", disse o delegado em entrevista ao vivo no programa Acorda Cidade. 
A prisão dele é preventiva, sem prazo para sair. Gilmar confessou o crime e detalhou para a polícia como o crime foi praticado. Ele disse que não chegou a consumar o estupro, mas que antes de sufocá-la para fazê-la parar de gritar, chegou a tirar os shorts e calcinha da vítima.

17 de junho de 2018

FESTEJOS JUNINOS: 163 cidades vão receber apoio do Governo do Estado

Foto: Governo do Estado

Neste ano, 163 cidades vão receber apoio do Governo do Estado, por meio da Bahiatursa, para os festejos juninos. O número representa o dobro dos anos anteriores. De acordo com Diogo Medrado, as festas juninas movimentam a maioria dos municípios baianos durante todo o mês de junho, em todas as zonas turísticas. O apoio às manifestações típicas do período contribui não apenas para o estímulo à economia de cada cidade, gerando emprego e renda, mas incrementa o fluxo turístico na Bahia durante o período.

As cidades contempladas são: Alagoinhas, Alcobaça, Amargosa, Amélia Rodrigues, América Dourada, Andorinhas, Anguera, Antas, Antonio Cardoso, Aramari, Baianópolis, Banzaê, Barra da Estiva, Barra do Mendes, Barrocas, Belo Campo, Bom Jesus da Lapa, Boquira, Botuporã, Brotas de Macaúbas, Brumado, Buritirama, Caetanos, Cafarnaum, Cairu, Caetité, Caldeirão Grande, Campo Alegre Lourdes, Candeias, Candiba, Cansanção, Capim Grosso, Caraíbas, Caravelas, Castro Alves, Catolândia, Catu, Central, Cipó, Cocos, Conceição de Feira, Conceição do Almeida, Conceição do Jacuípe, Conde, Condeúba, Coração de Maria, Cordeiros, Coribe, Coronel João Sá, Correntina, Crisópolis, Dias D' Ávila, Dom Macedo Costa, Érico Cardoso, Euclides da Cunha, Fátima, Gandu, Gavião, Governador Mangabeira, Guajerú, Heliópolis, Iaçu, Ibicuí, Ibipeba, Ibipitanga, Ibiquera, Ibirapuã, Ipecaetá, Ipiaú, Ipupiara, Iraquara, Irará, Irecê, Itaberaba, Itaetê, Itaju da Colônia, Itajuípe, Itanhém, Itaquara, Itatim, Itiruçu, Itiúba, Ituaçu, Iuiu, Jacaraci, Jacobina, Jaguaquara, Jandaíra, Jiquiriçá, Jitaúna, Jussara, Jussiape, Lafayete Coutinho, Laje, Lapão, Lençóis, Livramento de Nossa Senhora e Luís Eduardo Magalhães.

Também estão sendo apoiadas Macaúbas, Madre Deus, Mairi, Malhada de Pedras, Maracás, Miguel Calmon, Milagres, Mirante, Mortugaba, Mucugê, Mucuri, Muquém do São Francisco, Mulungu do Morro, Muniz Ferreira, Nordestina, Nova Fátima, Nova Soure, Olindina, Oliveira dos Brejinhos, Ouriçangas, Paramirim, Paripiranga, Paulo Afonso, Pé de Serra, Pedrão, Piatã, Piripá, Planaltino, Planalto, Pojuca, Prado, Presidente Jânio Quadros, Presidente Tancredo Neves, Quijingue, Retirolândia, Riachão das Neves, Ribeira do Amparo, Rio de Contas, Rio do Antônio, Salinas das Margaridas, Santa Barbara, Santa Brígida, Santa Maria da Vitória, Santanópolis, Santo Antônio de Jesus, Santo Estevão, São Domingos, São Félix do Coribe, São Gabriel, São José do Jacuípe, São Miguel das Matas, São Sebastião do Passé, Seabra, Serra do Ramalho, Serrolândia, Souto Soares, Tanque Novo, Tanquinho, Teixeira de Freitas, Teodoro Sampaio, Teolândia, Uauá, Ubaíra, Utinga e Valente.

Informações: Secom do Estado

Governador lamenta morte do construtor de trios elétricos Orlando Tapajós

Orlando Tapajós ao lado do cantor Luiz Caldas
O governador Rui Costa lamentou, neste domingo (17), a morte do construtor de trios elétricos Orlando Tapajós. Por meio das redes sociais, Rui afirmou que "é com imenso pesar que recebo a notícia do falecimento de Orlando Tapajós, uma das personalidades baianas que mudaram a forma de se fazer Carnaval na Bahia e no Brasil".

O governador acrescentou que se solidariza, "em meu nome, da primeira-dama e de todos os baianos, com os familiares e amigos de Orlando Tapajós, nesse momento de dor e sofrimento. Expresso meus sentimentos de luto e pesar pela perda de uma figura tão importante para a história do Carnaval baiano”.

Fotos: GOVBA

..............................
Secom  - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

15 de junho de 2018

SERRA PRETA: Encontro de amigos vai homenagear "Seu Iô" no Estádio Municipal

"Seu Iô" será homenageado pelos seus admiradores desportistas
36 anos depois, os dirigentes, amigos e ex-jogadores do Fluminense do Bravo vão se reunir no Estádio José Oliveira Leite no próximo domingo (17), a partir das 9h, para relembrar bons momentos do futebol de base. O encontro será também uma homenagem, in memoriam, ao fundador do time Marivaldo da Silva Carneiro, conhecido como 'Seu Iô'.

O time do Fluminense foi fundado em 1982. Era um time juvenil, mas segundo os desportistas que vivenciaram, foi um clube que estimulou o futebol de Serra Preta, principalmente do distrito do Bravo. Na época, todos lembram que o grande rival do Flu era o bom time do Africano. Disputas fortes aconteceram em campo de chão batido. A torcida era garantida e o bom futebol também.

Raimundo Barreto, um dos organizadores do evento e seguidor do projeto de 'Seu Iô', garante que foi um projeto vitorioso e que a comunidade nunca esqueceu. Além disso, não tinha outra forma melhor de homenagear o grande mestre do esporte, Seu Iô, do que tentar relembrar este bom momento, reunindo o máximo de jogadores e envolvidos do período.

O guerreiro desportista Marivaldo Silva é fundador do Flu de 82, do time feminino do Londrina e do tradicional Comercial, campeão municipal de 1998. Quem conviveu com 'Seu Iô' afirma que era uma pessoa generosa e que fazia questão de dar oportunidade a todos os jogadores.  Será um encontro de ouro!

Sorteio da Nota Premiada Bahia contempla 10 baianos com R$ 100 mil


Um sorteio da Nota Premiada Bahia premiou 10 baianos com R$ 100 mil cada. Entre os ganhadores, sete moram em Salvador e os outros três residem em Camaçari, Urandi e Feira de Santana. O sorteio foi realizado nesta terça-feira, 13. 
Há ainda um sorteio programado para o dia 20. O prêmio será destinado a um único vencedor, com o valor de R$ 1 milhão.
Os contemplados deste último sorteio foram Alzito Moreira de Oliveira, Jailton Alves Barreto, Regiane Lima de Macedo, Cristiano de Jesus Lima, Tiopombo da Silva Machado Júnior, Thalyta Lima Bastos, Márcia Cristina Nascimento de Souza, Sônia Maria Conceição Von Raichell, Augusto José dos Santos e Maria do Carmo de Medeiros Freitas Giammarino.
Para participar dos sorteios, é necessário realizar uma inscrição no site da campanha e solicitar a inclusão do CPF em notas fiscais de estabelecimentos que emitam a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica.

Estátua católica é destruída em Ipirá



A comunidade católica ficou chocada com a destruição da estátua religiosa no Monte Alto em Ipirá. As imagens do símbolo religioso danificada circularam nas redes sociais, gerando comentários de lamento e protesto. 

O Monte Alto é um local de peregrinação de fiéis, principalmente na Semana Santa. Além de ser um espaço de fé, o monte possui antenas de tv, de rádio, de internet e de celular.  Segundo o site Caboranga Notícias, o local pertencente ao município e os católicos aguardam uma resposta.

Não se saber ao certo o que causou a destruição da estátua. O site alerta para que o caso não fique impune.

Informações e foto: Caboronga Notícias

Anguera e Serra Preta passarão pela segunda fase da biometria


Os eleitores de trinta e quatro municípios do interior baiano terão que fazer o cadastramento biométrico após as eleições, a partir do dia 5 de novembro. As cidades, que ficam na Região Metropolitana de Salvador (RMS), regiões Sul, Nordeste, Centro-Sul e Centro-Norte do estado, fazem parte do 2º Ciclo do Projeto Biometria na Bahia, que será encerrado no dia 22 de fevereiro de 2019. 
Com o cadastramento em municípios como Lauro de Freitas, Dias D’ávila, Paulo Afonso e Teixeira de Freitas, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) espera que mais de 700 mil eleitores sejam biometrizados. Veja abaixo a lista completa de municípios participante deste segundo ciclo. 
Conforme previsão do TRE baiano, ainda haverá mais dois ciclos de recadastramento dos eleitores de municípios baianos. A última etapa do ciclo está prevista para 2021. A meta antecipa em um ano o prazo estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para finalização da revisão biométrica em todo o país. 
Veja a lista dos municípios participantes do 2º Ciclo da Biometria: 
Água Fria
Anguera
Aratuípe
Barra do Choça
Cachoeira
Candeias
Catu
Cravolândia
Dias D´Ávila
Glória
Irará
Itabuna
Itanagra
Itapé
Jaguaripe
Jussari
Lauro de Freitas
Maragogipe
Mata de São João
Nazaré
Paulo Afonso
Planalto
Salinas da Margarida
Santa Brígida
Santa Inês
Santanópolis
Santo Amaro
São Félix
Saubara
Serra Preta
Simões Filho
Ouriçangas
Teixeira de Freitas
Ubaíra

Serra Preta está entre as cinco cidades baianas com mais eleitores do que habitantes

Serra Preta tem 905 eleitores a mais em relação aos 16.036 moradores
Foto: Google
Cinco municípios baianos registram mais eleitores do que habitantes. Segundo levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), as cidades que estão nesta condição são pela ordem: Maetinga, no sudoeste; Serra Preta, na Bacia do Jacuípe, Lajedão, no extremo sul; Potiraguá, no Médio Sudoeste e Ribeirão do Largo, também no sudoeste. 

Segundo o Correio*, os dados divulgados pela CNM tem como base a estimativa populacional registrada pelo IBGE, além do número de eleitores somados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no último dia 31 de maio. Em Maetinga, são 6.736 votantes, um terço a mais do que os moradores que são 4.456 pessoas. Por isso, o município é o quarto do país e o terceiro do Nordeste entre os com maior diferença entre eleitorado e população. Já Serra Preta, segundo no estado, fica na 14ª posição nacional. São 905 eleitores a mais em relação aos 16.036 moradores. 

Segundo o presidente da CNM, Glademir Aroldi, no país são 231 cidades com mais eleitores do que habitantes. Os dados, segundo ele, mostram o fato de que relação das pessoas com os lugares de origem, ou seja, elas deixam suas cidades, mas continuam participando das eleições. Outra questão levantada é que, para Aroldi, o IBGE subestima as populações reais dos municípios, situação que sofre queixas de prefeitos.

13 de junho de 2018

Cliente que pagou para menino comer em shopping agradece apoio: 'Desabafo'

Caso ganhou repercussão nacional e segurança foi afastado para reciclagem
O cliente que pagou para que uma criança fizesse refeição na praça de alimentação do Shopping da Bahia foi às redes sociais para agradecer o apoio que tem recebido desde que divulgou o vídeo - na cena, um segurança do estabelecimento tenta impedir o menino de comer, mesmo com o rapaz afirmando que iria comprar a comida para ele. "Obrigado pelo apoio a todos e por todas as mensagens recebidas são muitas não consigo responder a todos", escreveu Kaique Sofredine.
Kaique, que preferiu não falar do caso com a imprensa, afirmou também que foi um desabafo e que não tem intenção de aparecer em cima da situação. "Então, boa noite, momento nenhum postei o vídeo pra ganhar ibope, postei como uma forma de desabafo somente, não tenho nada mais a declarar, obrigado pelos elogios, não tenho interesse algum em fama", afirmou o rapaz.
Na tarde desta terça, o shopping divulgou um novo comunicado sobre o caso, confirmando o afastamento do segurança das atividades junto ao público. Ele passará por um curso de reciclagem. 
Repercussão
Em menos de 24 horas, o vídeo que registrou a confusão teve mais de 10 milhões de visualizações e mais de 465 mil compartilhamentos. Em entrevista ao CORREIO, o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-BA, Jerônimo Mesquita, explicou que a comissão vai divulgar, em conjunto com a Comissão da Igualdade Racial, uma nota pública sobre o caso. 

No Whatsapp, um anúncio convoca para uma manifestação no shopping, no sábado (16), às 15h. O ato não é promovido pela OAB-BA, mas a entidade deve participar, através das Comissões de Direitos Humanos e de Igualdade Racial. 




Ator do Bando de Teatro Olodum é baleado em abordagem policial no Centro

Em monólogo que disputa o prêmio Braskem, Leno Sacramento discute o racismo 
(Foto: Diney Araujo/Divulgação)
O ator Leno Sacramento, 42 anos, foi baleado em uma das pernas na tarde desta quarta-feira (13) durante uma abordagem policial no Centro de Salvador. 
A assessoria do Bando de Teatro Olodum, do qual ele é membro, informou ao CORREIO que Leno estava passando de bicicleta com um amigo, pela Avenida Sete de Setembro, perto do Forte de São Pedro, quando foi abordado por dois policiais civis. 
Os agentes, que estavam à paisana, ordenaram que o ator e o amigo parassem e atiraram antes que eles esboçassem reação. 
Colega de baba
Os policiais depois reconheceram Leno e o encaminharam para o Hospital Geral do Estado (HGE). Segundo o CORREIO apurou, um dos policiais conhece o ator, pois ambos jogavam futebol juntos no bairro de Castelo Branco.
Os agentes ainda pediram desculpas e alegaram que estavam em busca de assaltantes que roubaram uma senhora no Campo Grande, momentos antes, e que também estavam de bicicleta.
Como a bala atingiu o ator de raspão, ele foi suturado e já recebeu alta da unidade médica. Depois, seguiu junto com o amigo para a 1ª Delegacia (Barris) para registrar queixa.
A assessoria da Polícia Militar informou que não foi acionada para atender à ocorrência. A comunicação da Polícia Civil disse que ainda apura a situação. 
Coincidência
No teatro, Leno Sacramento encena atualmente En(cruz)ilhada, monólogo no qual discute o racismo e as várias mortes simbólicas que envolvem o negro na sociedade.
Imagem usada por Leno para divulgar espetáculo que fala do racismo na sociedade (Foto: Divulgação)
"Assim que nascemos nossas cabeças são colocadas na mira de uma bala que segue nos matando lentamente: a morte social, a morte cultural, a morte financeira, a morte estética, a morte psicológica”, comentou o ator, sobre a obra, que, por coincidência, concorre ao Prêmio Braskem de Teatro na noite desta quarta (13).
“A morte nos invade, nos extermina e nos põe em uma cruz de braços abertos. Ela nos deixa sem escolha, sem opção”, completa, em cartaz também no Cabaré da Raça, clássico do Bando que comemora 20 anos e que também aborda a temática do racismo na sociedade. O ator ainda não confirmou se vai estar presente na cerimônia, que será realizada no Teatro Castro Alves.

Nota Premiada Bahia sorteia R$ 2 milhões até a próxima semana


A Nota Premiada Bahia, do Governo do Estado, realiza dois grandes sorteios até a próxima semana, totalizando R$ 2 milhões em prêmios. O primeiro sorteio acontece nesta quarta-feira (13), quando serão distribuídos dez prêmios de R$ 100 mil, como vem acontecendo todos os meses desde fevereiro. Já no dia 20 será a vez do primeiro sorteio especial, que contemplará um único vencedor com o grande prêmio de R$ 1 milhão.

Concorrem ao prêmio de R$ 1 milhão todos os bilhetes emitidos entre 19 de dezembro de 2017 e 31 de maio de 2018, incluindo os que participaram dos sorteios mensais desde o início da campanha. Já os sorteios de R$ 100 mil envolvem apenas os bilhetes emitidos no mês anterior, ou seja, para o sorteio do dia 13 de junho estão no páreo as compras realizadas durante o mês de maio.

A Nota Premiada Bahia, que é coordenada pela Secretaria da Fazenda (Sefaz-BA), é uma campanha de educação fiscal com o objetivo de incentivar a população a exigir, nas compras realizadas no mercado varejista, a emissão da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e), documento de fácil identificação por possuir um QR Code, código de barras com formato quadrado. Para concorrer, é preciso informar em cada compra realizada o CPF cadastrado no site da campanha (www.notapremiadabahia.ba.gov.br).

A campanha já premiou 40 participantes desde o início dos sorteios. Foram contemplados 28 moradores de Salvador e 12 do interior, dos quais dois de Feira de Santana, dois de Jequié e os demais de Ilhéus, Camaçari, Euclides da Cunha, Ibicaraí, Teixeira de Freitas, Luis Eduardo Magalhães, Simões Filho e Lauro de Freitas. 

A Nota Premiada Bahia também beneficia instituições sociais e de saúde que integram o programa Sua Nota é um Show de Solidariedade. Ao se cadastrar no site, o participante escolhe até duas instituições para o compartilhamento das suas notas fiscais eletrônicas.

Loteria Federal

Todas as compras realizadas pelos cidadãos cadastrados no sistema são convertidas em bilhetes eletrônicos de dez números cada, que podem ser conferidos no site da Nota Premiada, sempre antes da realização dos sorteios. Os bilhetes vencedores são conhecidos com base nos sorteios da Loteria Federal. Para os prêmios mensais, são considerados os sorteios realizados na segunda quarta-feira de cada mês. Os prêmios especiais também são definidos em datas de sorteios da Loteria Federal.

A quantidade de bilhetes eletrônicos a que o cidadão terá direito para concorrer aos prêmios depende do volume de compras realizadas. Como forma de equilibrar as chances dos cidadãos com maior ou menor volume de compras, o sistema foi programado para estabelecer uma relação decrescente entre volume de compras e total de bilhetes emitidos. O teto máximo será de 45 bilhetes emitidos por contribuinte a cada mês, para compras acima de R$ 2 mil.

São, no total, oito faixas de volumes de compras. Se a soma dos valores das notas associadas ao seu CPF for de até R$ 100 no mês, o cidadão terá direito a dez bilhetes eletrônicos. Se a soma for de até R$ 200, serão 15 bilhetes. Serão 20 bilhetes quando a soma dos valores das notas for de até R$ 400, 25 bilhetes se o somatório for de até R$ 800, 30 bilhetes se for de até R$ 1,2 mil, 35 se chegar a R$ 1,6 mil e 40 se alcançar R$ 2 mil, chegando a 45 para todas as situações em que a soma ficar acima deste último patamar.


....................................................................................................
Secom  - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia


Famílias em situação de vulnerabilidade alimentar serão assistidas pelo PAA em Serra Preta


O prefeito Rogério Serafim (Aldinho) lançou durante evento no Clube Bravolândia, no Distrito de Bravo, a adesão ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Através de um termo assinado entre a Prefeitura de Serra Preta e o Ministério do Desenvolvimento Social, será repassado para as famílias do município de Serra Preta R$ 108.000 (cento e oito mil reais) em alimentos oriundos da agricultura familiar.
As famílias em situação de vulnerabilidade social e alimentar acompanhadas pela Secretaria de Assistência Social do município e o CRAS serão o público atendido. Segundo o coordenador do programa no município, Alexandre Cavalcanti, ligado a secretaria, a perspectiva é atender entre 250 a 300 famílias. O prazo para a execução é até o mês de dezembro de 2018.
A ação também conta com a parceria da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente que é responsável por identificar os agricultores familiares  para fornecer os alimentos. Ao todo serão 23 tipos de produtos oriundos da agricultura familiar, como feijão, hortaliças, frutas, entre outros.
O Programa de Aquisição de Alimentos é executado na modalidade de doação simultânea, que significa repasse imediato aos beneficiados por parte da equipe da prefeitura.  O programa além de assistir as famílias, vai contribuir com a geração de renda e circulação da produção dos agricultores no município.
Informações: Prefeitura de Serra Preta - ASCOM

11 de junho de 2018

Médico é acusado de cobrar para realizar cirurgias em pacientes do SUS


Um médico identificado como Samuel Artur Cardoso de Souza foi denunciado pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), nesta segunda-feira 11, por cobrar de duas pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) o pagamento de valores pela realização de procedimentos cirúrgicos na cidade de Feira de Santana (a 115 km de Salvador).
Segundo o promotor de Justiça Tiago Quadros, o médico trabalhava como ortopedista conveniado do SUS na Casa de Saúde Santana (CSS). Ele vai responder pelo crime de concussão, quando um funcionário público exige vantagem indevida em razão da função que possui ou possuía. A prática está prevista no artigo 316 do Código Penal.
A cobrança ilegal teria acontecido nos dias 23 de agosto de 2010 e 2 de setembro de 2013. Os valores teriam sido exigidos para realização de duas cirurgias no braço direito, uma por R$ 300 e outra por R$ 400, e de um tratamento cirúrgico nos punhos, R$ 420, somando um total de R$ 1.120.
O médico chegou a afirmar para uma das pacientes que a prestação do serviço pelo SUS demoraria a ponto de causar "paralisia nos movimentos do braço direito”. À outra paciente, o ortopedista teria escrito em “um papel o valor a ser pago e o nome da pessoa que deveria recebê-lo” e respondido a ela, quando questionado sobre se o procedimento não seria coberto pelo SUS, que “cobria mas não pagava”.

SERRA PRETA: CDL é o novo campeão municipal

CDL entra para o clube dos grandes com a conquista do bicampeonato
O Centro Desportivo Lagoense (CDL) se consagrou, pela segunda vez, campeão municipal de futebol ao empatar com o Juventus em 1 a 1 no Estádio Zelitão no distrito de Bravo, 170 km de Salvador. Na primeira partida, o CDL já havia vencido o Juventus por 2 a 0, demonstrando que não veio apenas disputar o difícil campeonato.

O CDL leva o troféu e uma poupança de 8 mil reais, oferecido pela Prefeitura Municipal de Serra Preta, já o Juventus fica com o vice-campeonato e uma premiação em dinheiro de 4 mil reais. Porém, nada paga a emoção da torcida, que lotou o estádio, e vibrou com o título de campeão municipal de Serra Preta.

A Final
Juventus fez gol relâmpago, mas não conseguiu superar a superioridade do CDL
O CDL soube respeitar o Juventus a todo momento. Entrou em campo reconhecendo o favoritismo do adversário, mas quando a bola rolou não tomou conhecimento da excelente campanha do Juventus e impôs uma derrota incontestável na primeira partida por 2 a 0.

Na segunda partida, o Juventus tentou uma reação ao abrir o placar aos 06 minutos do primeiro tempo. O Juventus parecia avassalador, mas o CDL soube neutralizar aos jogadas e manter a vantagem. O placar mínimo de 1 a 0 dava o título ao CDL, mas o time da Lagoa da Caiçara selou a superioridade ao empatar o jogo aos 5 minutos do segundo tempo.

Com o empate, o CDL apenas administrou o placar até o apito final do juiz e partiu para comemorar com sua numerosa torcida. A festa de campeão deve continuar durante toda a semana no povoado da Lagoa da Caiçara. Dia 15 em Bravo será a premiação dos melhores do campeonato. O prefeito Aldinho prometeu patrocinar uma banda musical a pedido dos dirigentes do CDL.

O CDL mereceu

O CDL não só jogou futebol, mas difundiu responsabilidade social
O melhor time da primeira rodada do campeonato municipal fechou a competição como campeão. Nada mais justo para uma equipe do pequeno povoado da Lagoa da Caiçara, que sempre competiu seus jogos fora de seus domínios.

O campeonato municipal foi disputado nos estádios do distrito de Ponto de Serra Preta e do distrito de Bravo. As equipes dos povoados tinham que se deslocar para desafiar os chamados times grandes da Sede, do Bravo e do Ponto. Só para ilustrar, as agremiações do Bravo somam 12 títulos de campeão municipal contra 03 de todos os outros. Praticamente os títulos ficam no distrito de Bravo, maior centro urbano e comercial do município.

O Bravolândia é o maior vencedor da competição com 06 títulos, seguido por Juventude (Bravo) com 03, Juventus (Bravo) com 02, CDL (Lagoa) com 02, União (Sede) com 01 e o Comercial (Bravo) com 01. O Ponto de Serra Preta, segundo centro urbano, não possui título ainda. O CDL conquistou seu primeiro título em 2006 e provou que é um time em total ascensão ao conquistar este ano seu bicampeonato, vindo de uma final nos pênaltis com o Bravolândia na última edição em 2016.

CDL comemorou o título com sua torcida no Estádio Municipal em Bravo
O CDL desde o início provou que ia dar trabalho aos adversários. Teve uma das torcidas mais organizadas. Foi um primeiro a apresentar seu mascote em campo, o primeiro a se classificar para final, enfrentado o Bravolândia e soube trabalhar na simplicidade, respeitando os adversário.

Foi uma equipe perfeita fora e dentro de campo. Na abertura do campeonato cobrou justiça sobre o caso Bruna, serrapretense assassinada em Feira de Santana. Dentro de campo era uma equipe que empolgava pela consistência e tranquilidade diante dos obstáculos. Essa harmonia de fatores foram decisivos para atropelar os adversário com maestria. O CDL provou que se vence um campeonato não só com futebol, mas com inteligência também. Parabéns aos dirigentes e torcedores do Centro Desportivo Lagoense. Podem comemorar!

Reveja todas as matérias do Campeonato

CDL é o primeiro finalista do Campeonato Municipal
UNIÃO de Serra Preta está de volta aos gramados
Deu empate na abertura do Campeonato Municipal
Considerado um dos melhores campeonatos
CDL é o novo campeão da Copa Carlinda Dias


Coletivo aponta que só há 2% de professores negros na Ufba

Professora Tatiana: uma exceção no curso de Direito
Enegrecer, para o Coletivo Luiza Bairros, vai além de tornar negro, como indica o dicionário – significa uma alternativa para que mais pessoas negras ocupem o corpo docente, o referencial teórico, quadro de funcionários e de alunos, a fim de combater o racismo institucional na Universidade Federal da Bahia (Ufba).
A Bahia está no 2º lugar no ranking nacional, com 76,3% dos cidadãos autodeclarados pretos e pardos, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2013.
No entanto, isto não está refletido, por exemplo, no corpo docente da principal universidade do estado: levantamento do Coletivo indica que só há 2% de negros entre os três mil professores da instituição.
Desde a fundação
Segundo a docente Denise Carrascosa, do Instituto de Letras, “o racismo institucional está na universidade desde a fundação, em 1956, e estrutura toda a instituição, na medida em que a base é construída de uma forma etnicorracial visível”.
Ela descreve: “No topo, homens brancos de classe média; no corpo docente, mais de 90% de professores (as) brancos (as); entre técnicos e técnicas administrativos existe um híbrido; e ,na base, servidores terceirizados que trabalham de maneira vulnerável, a maioria de mulheres negras pobres".
Ela ressalta que o contingente de alunos vem enegrecendo pelas cotas, desde 2005, mas que “a pirâmide mostra o racismo institucional, que reflete essa estrutura”. E o Coletivo surge justamente para combater a situação, ela situa.
Tatiana Emília Gomes representa uma exceção no corpo docente da Faculdade de Direito, quando, em 2016, fez concurso e tornou-se a primeira professora negra do curso. Tatiana se uniu aos colegas para que mais homens e mulheres negras tenham a mesma
“Nosso principal enfrentamento é a ampliação da quantidade física de pessoas negras no corpo docente da Ufba, pois de certa forma colabora para o enfrentamento do racismo institucional e coopera para acolher estudantes negros e negras que estão podendo acessar a universidade”, diz Tatiana.
Para ela, os estudantes se sentem bem ao serem liderados por semelhantes: “Eles se sentem representados, acolhidos. Recebo várias mensagens de apoio dos alunos, dizendo que a partir de agora podem dialogar com alguém”.
Aluna
A máxima de que representatividade importa rege a trajetória acadêmica da estudante Lilaise dos Santos, 27. Aluna do 10º semestre da faculdade de Direito da Ufba, ela observa que, além de haver um número mínimo de representação negra no corpo docente, a “prática perversa” se reflete na metodologia e bibliografia do curso.
“Ao longo dos semestres só contei uns seis professores negros. O espaço é eurocêntrico. Nós só conseguimos construir a faculdade a partir de teorias norte-americanas e europeias”, diz, acrescentando que, “com esta prática, não há valorização dos conhecimentos produzidos no Brasil, Ásia e África, por exemplo”.
Maria Dolores Sonsi Rodrigues é mestra e faz doutorado no programa de Literatura e Cultura da instituição. O primeiro programa a garantir a reserva de vagas no processo para distribuição das bolsas.
“O coletivo tenta possibilitar que esse caminho seja aberto. A ausência de professores negros na instituição também influencia na maneira como os alunos estão sendo formados, nos currículos e formas de avaliação”, argumenta a mestranda.