25 de junho de 2016

Globo tenta parceria no futebol, mas SBT reclama e pede mudanças

Após muita especulação, o SBT admitiu que foi sondado pela Globo para fazer parceria na transmissão do Campeonato Brasileiro – após a saída da Band -, mas executivos da emissora querem mudanças no modelo de negociação atual.
Para voltar a ter partidas de futebol em sua programação, a emissora de Silvio Santos acredita que todo o modelo vigente para negociar os direitos de transmissão entre clubes e as redes de TV precisa ser modificado. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o vice-presidente do canal, José Roberto Maciel, e em ofício enviado ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o SBT disse ter interesse em transmitir o Brasileirão, mas avalia que “o atual modelo não é sustentável.”
O SBT reclama do modelo de “exclusividade” atual, onde apenas uma única emissora (a Globo), que é detentora dos direitos de transmissão, exibe as partidas de sua escolha. Essa condição, inclusive, foi um dos motivos que ocasionou o fim da parceria da Band, que só podia levar ao ar o mesmo jogo que estava sendo exibido na Globo.
A rede de Silvio Santos também se queixa que atualmente a negociação de direitos de TV é realizada de forma individual, entre clube e emissora.O vice-presidente do SBT ainda disse que o alto custo afastou a emissora do futebol.
Ainda de acordo com a publicação, ao Cade, órgão que investiga a disputa pelos direitos de transmissão, o SBT diz que também pensa em “campeonatos das série inferiores, nas modalidades femininas, nas categorias de base”, mas destaca que “sem ter como ofertar esse conteúdo em um contexto maior, que contemple os grandes campeonatos, não há como prosperar”.
Nos anos 1990, o SBT exibiu diversos torneios nacionais com frequência, e em 1995, teve uma das maiores audiências de sua história com a transmissão da final da “Copa do Brasil”.

ONU critica fim da CGU e 'interferência' de Temer na EBC

A Organização das Nações Unidas (ONU) criticou nesta sexta-feira (24) o governo interino de Michel Temer (PMDB) após decisão de transformar a Controladoria-Geral da União (CGU) no Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle.  
As posições do órgão são representadas por dois relatores; para a Liberdade de Expressão das Nações Unidas e da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).
Atualmente dirigida por Rodrigo Janot, a CGU é considerada um órgão de fiscalização mais independente que uma pasta ou ministério. Por isso, a dupla da ONU considera que “qualquer alteração no funcionamento da antiga CGU deveria visar torná-la mais autônoma e independente de determinações do poder executivo” em vez de deixá-la ainda mais subordinada ao Governo Federal.
“Nos últimos anos, os principais avanços alcançados no Brasil em termos de promoção do direito à informação se beneficiaram fortemente do trabalho da CGU”, apontou Edison Lanza, relator especial interamericano para a Liberdade de Expressão, ressaltando que a instituição auxiliou a criar a Lei de Acesso à Informação de 2011.
“Por conta de sua ligação direta à Presidência da República, a CGU pôde oferecer uma oportunidade de recurso a todos aqueles a quem o acesso à informação havia sido negado por ministérios e outras instituições federais. É importante garantir a manutenção dessa capacidade no novo arranjo institucional”, completou Lanza.

Interferência na EBC

Outra questão abordada foi a “interferência” de Temer na direção da EBC (Empresa Brasil de Comunicação), responsável pela criação de conteúdo jornalístico de todas as regiões do país em plataformas como rádio, televisão e internet.
Em 17 de maio, Temer tirou o diretor da EBC do cargo em que estava começando o seu mandato de quatro anos. No dia 2 de junho, uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) reconduziu Pedro Varoni ao posto. No vácuo em que Varoni não esteve na empresa, porém, a nova direção suspendeu contrato de jornalistas alegando “viés político” contrário ao novo governo, ao mesmo tempo que cancelou programas de televisão e sinalizou para uma diminuição da rede estatal TV Brasil.
“A interferência na direção da EBC e a conversão da CGU em Ministério são passos negativos para um país conhecido pelo seu sólido compromisso com a liberdade de opinião e expressão”, afirmaram os relatores Edison Lanza e David Kaye, esse último representante da Promoção e Proteção do Direito à Liberdade de Opinião e Expressão da CIDH.
“O Brasil está passando por um período crítico e precisa garantir a preservação dos avanços que alcançou na promoção da liberdade de expressão e do acesso à informação pública ao longo das duas ultimas décadas”, completaram os relatores.
Kaye diz ter ciência das dificuldades econômicas enfrentadas pelo Brasil atualmente, em particular a da EBC. “Entretanto, essas preocupações não justificam interferências na administração de uma emissora pública nacional e, em particular, no seu trabalho jornalístico. Portanto, felicitamos a decisão do ministro do STF Dias Toffoli, por reconduzir o diretor da EBC ao seu cargo”, continua.  

Rota de Museus valoriza patrimônio histórico da Bahia


Que a capital baiana guarda boa parte da sua história em suas edificações seculares, todo mundo sabe. Mas, que tal conhecer um pouco mais sobre a cidade, por meio dos imóveis tombados, além de interagir com as diferentes linguagens culturais de exposições temporárias e permanentes, tudo sem gastar um tostão? Interessante, não? Esta é a proposta do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado (Ipac), via Diretoria de Museus (Dimus), ao desenvolver o projeto Rota de Museus, que pode ser conferido no vídeo da ‘Nossa Cultura’, série produzida pela Secretaria de Comunicação Social do Estado (Secom). 

A Rota de Museus propõe um roteiro de visitas gratuitas aos principais museus de Salvador. Localizado no bairro da Graça, o Palacete das Artes, por exemplo, chama a atenção do visitante logo na chegada. Esculturas no jardim reafirmam o conceito de museu ao ar livre. Mas não para por aí. Atividades educacionais, aliadas a diversas exposições de artistas plásticos do Brasil e do mundo, costumam deixar impressionado quem reserva um tempo para visitar o local.

O diretor do Palacete, Murilo Ribeiro, informa que atualmente o equipamento cultural está com uma exposição de brinquedos feitos à mão. “A gente trabalha focado na educação, na formação do público, motivando as crianças e os adolescentes, e trabalhando com os diversos segmentos da sociedade. Todas as atividades aqui do museu são gratuitas. É uma orientação, inclusive, do Governo do Estado”. 

Bem perto da li, no Corredor da Vitória, fica o Museu de Arte da Bahia (MAB), o mais antigo do estado, com uma coleção diversificada de aproximadamente 14 mil peças. O diretor do espaço cultural, Pedro Arcanjo, ressalta que esse é “um museu voltado para pensar a história da Bahia, da arte baiana”.

Mais adiante, no Centro Antigo de Salvador (CAS), entre o casario multicolorido do Pelourinho, que por si só já enche os olhos, o Centro Cultural Solar Ferrão também retrata parte da história do Brasil e do mundo, mas com algumas peculiaridades, como a exposição de 1.005 instrumentos musicais cedidos pela etnomusicóloga Emilia Biancardi e que, desde o ano passado, faz parte do acervo permanente da instituição. 

As visitas, sempre guiadas por monitores, são verdadeiras aulas sobre as diferentes formas que os povos antigos e contemporâneos encontraram para dialogar por meio da música. Já faz parte da rotina do local, a visita de grupos de estudantes, seja para apreciar as peças ou para interagir com as atividades oferecidas pelo centro cultural. Para a coordenadora pedagógica do Solar Ferrão, Leila Campos, os alunos têm a possibilidade de entrar em contato com objetos de estudos que não estão apenas nos livros. “Conhecer, exatamente, o que o museu guarda em termos de cultura, de história, através de tudo que se encontra nele, fortalece e torna ele um pesquisador. Um dos pontos mais positivos das visitas”.

Mesmo em reforma, o Museu de Arte Moderna (MAM-BA), na Avenida Contorno, é o local indicado para encerrar o roteiro de visitas, pois, além do acervo, a vista para a Baía de Todos-os-Santos e para o imponente pôr do sol, são um atrativo a parte para quem gosta de estar em um ambiente urbano presenteado pela natureza. Nas oficinas ali oferecidas, o público pode aprimorar o talento, exercitar a criatividade ou até mesmo alimentar o desejo de ter peças expostas ali. O diretor do equipamento, Zivé Giudice, enfatiza que o local tem um público que não comparece simplesmente para conferir às exposições. "Eles querem participar. O museu convida, instiga para isso. As oficinas congregam uma quantidade interessante de cursos, que são oferecidos gratuitamente”.

Fotos: Divulgação/GOVBA



Matéria Relacionada:

Estudantes podem usar Ambiente Web para manter ritmo de estudos durante o recesso

Imagem: Internet
Os estudantes da rede estadual que estão se preparando para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não querem perder o ritmo durante as férias de junho, podem incrementar os estudos com das aulas do Ensino Médio com Intermediação (Emitec), disponíveis no Ambiente Educacional Web (AEW).

Produzidas em um formato mais dinâmico, as aulas apresentam assuntos pedagógicos dos diferentes componentes curriculares e elaborados por professores da rede estadual. Todo o conteúdo pode ser acessado por smartphones, tablets e qualquer outro dispositivo móvel ou computadores.

Segundo a coordenadora do Emitec, Letícia Machado, o Ambiente Educacional promove o acesso fácil e rápido dos estudantes às aulas no recesso junino. “Durante esse período de descanso, como uma forma de revisar conteúdos prioritários que irão subsidiá-los no Enem e em outros vestibulares, os estudantes poderão baixar e assistir no conforto de sua casa ou em qualquer lugar, as aulas do Emitec, que são atuais, interessantes e completas”.

Yuri Wanderley, coordenador da Rede Anísio Teixeira, responsável pela gestão do Ambiente Educacional Web, explica que “o aluno pode encontrar vídeos, jogos e animações de todas as disciplinas. Contamos também com temas atuais e recorrentes no Enem, que podem contribuir para que o estudante da escola pública se prepare e mande bem no exame”.

O Ambiente Educacional Web é um espaço pedagógico multidisciplinar que reúne mais de 3,7 mil conteúdos digitais educacionais produzidos ou catalogados por educadores da Rede Anísio Teixeira. Criado para que estudantes e professores possam acessar, compartilhar e construir conhecimentos por meio das novas tecnologias, o AEW possui também sites temáticos, com a Rede Social Espaço Aberto e o Blog do Professor Web e Professora Online.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação

Criança picada por cobra em trilha na Chapada tem melhora, mas segue em UTI

João está na UTI de hospital (Foto: Reprodução/Facebook)
O garoto picado por uma cobra cascavel na Chapada Diamantina continua internado nesta sexta-feira (24) em um hospital particular de Salvador. João Guilherme, 10 anos, está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Teresa de Lisieux e apresentou uma melhora de ontem para hoje, segundo Camila Viana, prima do garoto. "Os rins dele estão voltando a funcionar gradativamente", diz a prima.

Segundo ela, o garoto passou por vários exames e ainda aguarda resultado. Ele continua sem enxergar e sem sentir as pernas, mas como está sedado desde que foi internado não está mais sentindo dores. Ele foi picado na perna enquanto fazia uma trilha com a mãe na região de Ibicoara. 
O menino, que é de Fortaleza e passava férias com a mãe na Chapada, não corre risco de morrer. "O pior já passou e estamos aguardando agora", diz Camila. Segundo ela, como eles não têm parentes em Salvador, a mãe tem ficado no hospital com o filho direto. A família em Fortaleza aguarda para saber se o garoto poderá ser transferido ou se alguém deve vir para a capital baiana para ajudar os dois. 
Incidente

O garoto foi picado na coxa por uma cobra que testemunhas identificaram como sendo cascavel - o animal não foi capturado. Inicialmente ele foi socorrido para um hospital na região de Barra da Estiva, onde recebeu soro antiofídico.

Um avião do Graer decolou para Ituaçu, a 470 km de Salvador, para onde o garoto foi levado para ser transportado para Salvador. Uma ambulância na capital conduziu o garoto até o hospital.
Em um post no Facebook, a mãe de João Guilherme afirmou ontem que o garoto tinha quadro estável, mas grave. 

23 de junho de 2016

Estudante da Ufba morre em acidente de moto no interior da Bahia

(Foto: Reprodução/Facebook)
Um estudante da Universidade Federal da Bahia (Ufba) morreu na madrugada desta quinta-feira (23) em Boquira, interior da Bahia, depois de sofrer um acidente de moto.
Saulo Figueiredo Lima, 28 anos, caiu da moto ao passar por um quebra-molas que, segundo amigos, não estava sinalizado. O rapaz quebrou o pescoço na queda e morreu no local.
O rapaz estava prestes a se formar e deixa um filho criança. Ele era filho do ex-vereador da cidade, Aroldo Lima. Ele era de Boquira, mas estudava Geofísica em Salvador e tinha retornado para a cidade no início da semana por conta do período junino. 
"(Era) o coração mais bonito que conheci nessa vida. Uma pessoa super sincera. Gostava muito de tocar violão. Nunca vi ele reclamar de nada em dez anos de amizade. Acho que a única atitude egoísta dele na vida foi ter morrido e acabado com o São João", lamenta o amigo Israel Albuquerque, também estudante.

Nosso blog deseja um bom São João para todos


A poucas horas da maior festa nordestina, nosso blog deseja um São de paz para todos que nos acompanha e torcem por dias melhores sempre. Certamente, este ano a gente alcançará mais de um milhão de clique respeitando nossos leitores com matérias sociais, culturais, política libertária e entretenimento.

O blog foi construindo sem grandes pretensões. A princípio com o objetivo de irradiar fatos esquecidos pela grande mídia, notícias construídas pelo povo de baixa renda, etc. Com forte alcance, inclusive em outros Estados como São Paulo, por exemplo, o blog me deixou “depende”. Um dia que fico sem postar matérias, autênticas ou de outras mídias, as cobranças chegam via e-mail e ou através de outras redes sociais. Há também pedidos de postagem, que às vezes não posso satisfazer a todos.

Neste momento, diversos pedidos sobre datas de festas juninas chegam até nosso e-mail. Nosso blog não é uma mídia comercial, não pago funcionário nem tenho condições de permanecer na frente do computador todos os dias para manter atualizado como deveria, impossibilitando o desejo de todos. Sendo assim, optei em não divulgar nenhuma para que injustiça não seja interpretada.

Peço desculpa aos não contemplados e aproveito para mais uma vez desejar paz no coração de todos. Finalizo com o espírito de São João e com bela canção abaixo do forrozeiro Flávio José. 


‘Estão massacrando a música nordestina’, diz Genival sobre descaracterização do São João

‘Estão massacrando a música nordestina’, diz Genival sobre descaracterização do São João

Com 85 anos de idade e 66 de carreira, o paraibano veterano do forró, Genival Lacerda, recentemente recebeu o título de Cidadão Baiano. Em entrevista ao Bahia Notícias (CONFIRA), o artista se disse entusiasmado ao receber a honraria, mas não deixou de destacar seu desapontamento por estar há muito tempo distante dos festejos juninos no estado. “Eu estou triste com a Bahia”, revelou.

“Me cortaram do São João da Bahia, que eu sempre quis muito bem, não toco há mais de 20 anos”, disse Genival, criticando ainda a “invasão” de outros ritmos na festa tradicional. “Se os empresários não tiverem respeito pela cultura da música nordestina, vai acabar”, avaliou o cantor dos clássicos “Severina Xique Xique”, “De quem é esse jegue?” e “Radinho de Pilha”, disparando contra os sertanejos e a banda Calypso. Suas queixas não deixaram de fora nem o São João de Caruaru: “Fagner mesmo, esse ano foi expulso do São João de Caruaru, isso é uma sem-vergonhice, uma safadeza, viu? Caruaru está esculhambando com o São João”, afirmou. 

Genival falou ainda sobre seu mais novo disco, “Todas as Cores”; a música de trabalho, "Me Dê Seu Wifi"; o projeto de gravação de um DVD ao vivo, além de uma turnê na Europa. 

Informações: Bahia Notícias

Jobson é preso suspeito de estuprar quatro adolescentes no interior do PA

Jobson conversou com o Esporte Espetacular (Foto: Reprodução TV Globo)
Jobson foi preso na manhã desta quinta-feira na sua chácara, no Tocantins (Foto: Reprodução TV Globo)
A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, dia 23, em cumprimento a mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Conceição do Araguaia, no Sudeste paraense, o atacante Jobson. O ex-jogador do Botafogo é suspeito de estuprar quatro adolescentes que residem no município. Ele foi preso pela equipe de policiais na sua chácara, localizada na cidade de Couto Magalhães, Oeste do Tocantins. 
Jobson também é suspeito de um quinto caso de estupro, que ainda está sendo investigado pela polícia. Ao ser preso, o atleta não ofereceu resistência e foi levado em uma viatura policial até a delegacia de Conceição do Araguaia, inicialmente, para prestar depoimento. Em seguida, será apresentado ao juiz responsável pelo mandado de prisão.
Segundo nota divulgada pela assessoria da Polícia Civil do Pará, o inquérito policial foi instaurado há uma semana, depois que uma das vítimas, uma garota de 13 anos, denunciou que fotos suas em situações pornográficas estavam circulando em grupos de rede social. Ainda segundo a vítima, o jogador teria aliciado a menor em Conceição do Araguaia para levá-la até sua chácara, no Tocantins, junto com outras três adolescentes. Lá, as vítimas teriam sido embriagadas e entorpecidas para, em seguida, serem abusadas sexualmente. 
Ainda de acordo com as denúncias, uma das menores chegou a telefonar para o jogador, dizendo que iria denunciá-lo, e ele, em seguida, teria feito ameaças à garota.
- Ele aliciava as garotas para fazer festas com bebidas e drogas e as levava para sua chácara ou para outros lugares. São quatro adolescentes, uma vai completar 13 anos, a outra já tem 13 anos completos e as outras duas têm 14 anos completos – afirmou o delegado Rodrigo da Motta, em nota da Polícia Civil.
As vítimas passaram por exames periciais e atendimentos médicos. Nas duas menores de 12 e 13 anos foi constatado que houve conjunção carnal. As outras duas adolescentes alegaram, em depoimento, que consentiram as relações sexuais, no entanto, afirmaram que estavam sob efeito de bebidas alcoólicas e substâncias entorpecentes colocadas na bebida.
Ciente do ocorrido, a família do jogador ficou abalada com a notícia e se encaminha neste momento para a delegacia onde Jobson está detido. A mãe dele busca um advogado local para defendê-lo. 
O GloboEsporte.com entrou em contato com Rodolpho César, advogado de Jobson no Rio de Janeiro. Ele afirmou que estava saindo de uma audiência, ficou surpreso com a notícia e reforçou que cuida apenas da parte esportiva da carreira do atacante.
Jobson está suspenso pela Fifa de realizar qualquer atividade relacionada ao futebol até 31 de março de 2018. Ele foi acusado pelo Al Ittihad, da Arábia Saudita, de se recusar a fazer exame antidoping. Posteriormente, a Fifa deu validade mundial à pena que, de início, foi imposta pela Federação Saudita de Futebol. A suspensão aconteceu em abril do ano passado. Em março, o atleta teve o seu recurso rejeitado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês).
Também em março, o atacante foi proibido de atuar em competições amadoras da sua cidade natal. De acordo com Everaldo Lisboa, presidente da Liga Esportiva de Conceição do Araguaia (LECA), Jobson iria defender o Leãozinho na Liga local, mas a equipe do Combatente também apresentou sua inscrição, o que causou a confusão e o impedimento dele atuar no campeonato.
Matéria Relacionada:

Uso de boto no revezamento da Tocha causa polêmica na web

(Foto: Reprodução/Twitter) 
Após a polêmica envolvendo a morte de uma onça pintada que participou do revezamento da Tocha Olímpica, o símbolo dos Jogos esteve em locais de turismo ecológico, no estado do Amazonas, onde foi conduzida ao de botos-cor-de-rosa.

As imagens causaram revolta em muitos internautas, que inevitavelmente relembraram a morte da onça Juma. “Vocês não se cansam de se envergonhar?”, “Por que tinham que atormentar um boto para fazer parte do circo? É muita falta de preparo”, “O boto morreu também?” e “Coitado do boto” foram alguns dos comentários nas redes sociais.
Segundo divulgou a organização da Rio-2016, a equipe esteve em uma casa flutuante de ecoturismo, e o ex-pescador Davi Souza nadou na companhia dos botos ao conduzir o objeto. 

Baianos relatam horas de congestionamento para chegar a cidades do interior

(Foto: Marina Silva/ CORREIO)
Os baianos que saíram de Salvador com destino às cidades do interior do estado têm enfrentado longos congestionamentos para curtir o São João. A Polícia Rodoviária Federal registra movimento intenso desde a madrugada de quarta-feira (22) nas principais rodovias que cortam a Bahia.

Ao CORREIO, diversos leitores relataram grandes retenções nas praças de pedágios e também na chegada até a cidade de Feira de Santana. De acordo com o administrador Vagner Oliveira, foram necessárias oito horas para chegar a Santaluz, no nordeste do Estado, na tarde de ontem; em condições normais, o trecho é percorrido em quatro horas. Apesar de levar o dobro do tempo gasto normalmente, ele não encontrou nenhum acidente na estrada.  

Assim como para Vagner, o trecho entre Salvador e Feira de Santana foi considerado o mais complicado para a motorista Jamille Lima. Ela saiu de Salvador rumo a Mundo Novo, na Chapada Diamantina, às 14h20 de ontem e só chegou ao destino às 22h. Como estava com criança no carro,  ela precisou fazer algumas paradas. "Fizemos umas três paradas rápidas durante a viagem. Os pior trecho foi entre Salvador e Feira, levamos 3h30", disse. 
Na manhã desta quinta-feira (23), a concessionária Via Bahia registrou tráfego intenso em diversos trechos da BR-324, principalmente nos municípios de São Sebastião do Passé, Amélia Rodrigues e Simões Filho.
Já segundo a concessionária Bahia Norte, a rodovia CIA-Aeroporto apresenta boas condições de trânsito. Há um fluxo intenso de veículos na altura da praça de pedágio. No acesso à BR-324, o trânsito se encontra lento.
As demais rodovias do sistema de Rodovias BA-093 (BA-093, Via Parafuso e Canal de tráfego) estão com boas condições de tráfego, sem qualquer ponto de retenção, para quem vai celebrar os festejos juninos em cidades como Dias D´Ávila, Mata de São, Pojuca, Camaçari e interior do Estado.
Para quem optou pelo ferry-boat, a fila de embarque  ainda causa congestionamento na região da Calçada na tarde desta quinta. O tempo médio de espera para pedestres é de duas horas e para veículos de três horas.

Menina de 12 anos escreve carta para a mãe contando que era estuprada pelo pai

Menina relatou estupro em carta escrita para a mãe (Foto: Arquivo Pessoal)
(Foto: Divulgação/Polícia Militar)
Uma menina de 12 anos escreveu uma carta para a mãe relatando casos de violência sexual que ela sofria dentro de casa. O caso ocorreu na cidade de Manaus e o autor da violência era o próprio pai da criança.
Segundo informações do portal G1, o pedido de socorro foi entregue à polícia e o homem foi preso na terça-feira (21).
No relato, a menina conta que os estupros ocorriam há bastante tempo e que ela já havia escrito outra carta, porém, não tinha tido coragem de entregar.
"Mãe, me perdoa. Faz um tempo que isso está acontecendo [...] hoje isso aconteceu, isso é tão nojento", escreveu a jovem.
O tenente B. Chaves contou ao G1 que foi procurado pela criança e pela mãe da menina e, após ouvir o relato das duas e ler a carta, mandou uma viatura até a casa da família, que prendeu o homem de 34 anos em flagrante.
Ainda segundo o G1, a menina contou à polícia que foi vítima de mais um estupro na última terça-feira e, por isso, decidiu denunciar o caso. Exames feitos no Instituto Médico Legal (IML) confirmaram os abusos. O pai da menina negou as acusações.
Na carta, a menina descreve como começaram os abusos. "Tudo começou quando ele veio com uma história de que queria lutar. Eu queria tirar ele de cima de mim, mas eu não conseguia, depois eu deixei, mas na minha mente eu nunca quis, ele falava para eu não sair, só que me doía muito mas eu sempre deixava. [...] Eu não queria olhar na cara dele, mas eu tinha que fingir que estava tudo normal", disse.
Em outro trecho do documento, ela diz que não queria mais ouvir notícias sobre casos de abuso sexual, pois isso trazia muito sofrimento. "Eu ficava com raiva de repente, nem ele nem a senhora me viram chorando, mas eu choro muito", desabafa. 

Empresário ligado a avião de Eduardo Campos é encontrado morto

Único foragido da operação Turbulência, Paulo Cesar de Barros Morato foi encontrado morto em um motel na cidade de Olinda. Segundo a Polícia Federal, empresário seria o real proprietário da empresa envolvida na compra do avião que transportava o ex-presidenciável Eduardo Campos
empresário avião eduardo campos
Único foragido da operação Turbulência, deflagrada terça-feira (21) pela Polícia Federal, Paulo Cesar de Barros Morato foi encontrado morto na noite desta quarta-feira (22), em Pernambuco. O corpo do empresário foi localizado por agentes da PF em um motel na cidade de Olinda.
Segundo a PF, Morato seria o real proprietário da empresa Câmara & Vasconcelos, envolvida na compra do avião Cessna Citation PR-AFA. A aeronave transportava o ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência em 2014 Eduardo Campos (PSB) e caiu em Santos, no litoral paulista, em agosto de 2014, matando Campos e mais seis pessoas.
O empresário era suspeito de fazer parte de um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo a compra do avião que caiu, e também pode ter servido para irrigar a campanha presidencial da chapa de Campos e Marina Silva em 2014, além da eleição para governador dele em 2010.
Por meio de nota, a PF informou que as investigações sobre a morte do empresário ficarão a cargo da Polícia Civil de Pernambuco. Suicídio é uma das hipóteses investigadas pela polícia.
“Se porventura durante o percurso das investigações alguma circunstância aponte vínculos ou tenha ligação com os fatos que estão sendo apurados dentro da operação Turbulência, poderemos entrar no caso”, diz o texto da PF.
Durante a operação Turbulência foram detidos os empresários João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho, Eduardo Freire Bezerra Leite e Apolo Santana Vieira. Eles são donos do Cessna Citation PR-AFA. Foi a partir do avião que a PF descobriu operações suspeitas na conta de empresas envolvidas na sua aquisição.
O PSB nega irregularidades na arrecadação da campanha de 2014. A reportagem não conseguiu localizar os advogados dos empresários presos.

22 de junho de 2016

Jair Bolsonaro vira réu por apologia ao estupro

Imagem: Internet
São Paulo – A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) acatou a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) por apologia ao estupro. Com a decisão, o deputado se torna réu e deverá se explicar à Justiça. 
A ação foi protocolada pela vice-procuradora-geral da República, Ela Wiecko, em dezembro de 2014 após Bolsonaro afirmar no plenário da Câmara dos Deputados, e posteriormente ao jornal gaúcho Zero Hora, que não estupraria a deputada Maria do Rosário (PT-RS) “porque ela não merece”. 
Segundo Ela, ao dizer que a não estupraria, “ele instigou, com suas palavras, que um homem pode estuprar uma mulher que escolha e que ele entenda ser merecedora do estupro”. 
E essa não foi a única vez em que o parlamentar ofendeu a deputada. Em 2003, durante uma entrevista a um canal de televisão, ele bateu boca e chegou a empurrar Maria do Rosário. 
Na época, a petista afirmou que ele promovia a violência sexual e o chamou de estuprador. Em resposta, Bolsonaro rebateu: “Eu jamais iria estuprar você, porque você não merece”. 
Veja a declaração feita na tribuna do plenário da Câmara em dezembro de 2014:

Memorial da Resistência: aprendendo a Ditadura por dentro

Lendo os fichários dos presos políticos do perído da Ditadura Militar no Brasil

Em São Paulo, visite com minha família ‘O Memorial da Resistência’ contra a Ditadura Militar de 1964 em 2015. Ainda não havia publicado as imagens em arquivo. Como é um tema sempre atual no Brasil, aproveito para socializar com os internautas.

O memoria funciona em uma das dependências do antigo Dops (Departamento de Ordem Política e Social) no centro de São Paulo. Ainda se preserva parte do ambiente hostil que diversos militantes de Esquerda sofreram com suas prisões ilegais.

Visitantes têm a oportunidade de ‘voltar’ no tempo e refletir perante este triste capítulo da História do Brasil. É possível assistir a documentários, ler livros sobre o período, matérias de jornais, identificar fotos de vítimas e até mesmo fichários dos presos.

O ambiente é de fato aterrorizador, mesmo para o mais experiente guerrilheiro. Depois de décadas, as feridas ainda não cicatrizaram, mas das escuras selas e dos frios corredores nascem à esperança da luta diária por liberdade e justiça social. Ditadura nunca mais!



Matéria Relacionada:
São Paulo é aqui, São Paulo não é aqui


21 de junho de 2016

Em coletiva, Cunha se diz responsável por 'livrar' o Brasil de Dilma e do PT

Estadão. Daiene Cardoso e Igor Gadelha
Em um tom de desafio aos adversários políticos, o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) disse que o inconformismo com a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff está fazendo com que ele pague o preço neste momento. Em uma entrevista coletiva que durou quase duas horas, o peemedebista disse que não se considera "herói" ou "vilão" do afastamento de Dilma, mas não escondeu a satisfação de ter conduzido o processo. "Livrar o Brasil de Dilma e do PT será uma marca que terei a honra de carregar", declarou.
Reclamando a todo momento de que era vítima de cerceamento de defesa e ação seletiva do Ministério Público, que recentemente pediu sua prisão, Cunha acusou Dilma de ter distribuído cargos, aprovado doação de áreas no Amapá e liberado emendas para angariar apoio político. "E ninguém pediu a prisão dela", protestou. Em sua visão, os inquéritos contra petistas não andam na mesma velocidade que os dele porque a Procuradoria Geral da República se concentra "em que lhe interessa".
No final da coletiva, o peemedebista reforçou que está suspenso do mandato e não impedido de exercer seus direitos políticos. Questionado sobre conversas em torno da possibilidade de renunciar ao cargo de presidente da Casa, Cunha foi categórico. "Não renunciei e não tenho o que delatar".
Cunha deixou o prédio do Hotel Nacional, em Brasília, pela saída de emergência para evitar os manifestantes que gritavam da rua "fora cunha, bandido".
Processo disciplinar
Cunha afirmou que não trabalha com a hipótese de seu processo disciplinar ser votado pelo plenário da Casa. Ele disse confiar que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai atender seus recursos, os quais apontam nulidades nos trabalhos do Conselho de Ética. O peemedebista prometeu protocolar os recursos na próxima quinta-feira, 23.
Eduardo Cunha afirmou que as mudanças de voto que aconteceram no Conselho de Ética foram motivadas por "efeito manada". Apesar de não citar nomes, o peemedebista se referia ao deputado Wladimir Costa (SD-PA), que declarou voto a favor de Cunha no colegiado, mas mudou o voto de última hora, após a deputada Tia Eron (PRB-BA) anunciar que votaria contra Cunha.
Questionado no fim da entrevista, o presidente afastado da Câmara afirmou que decidiu vir sozinho para a coletiva por "decisão própria". Nenhum de seus aliados o acompanhou na entrevista. O presidente afastado da Casa também informou que pagou do próprio bolso os custos da entrevista, que durou quase duas horas. Ele deixou o local sob gritos de "Fora, Cunha, bandido".

IBGE abre hoje inscrição para 7.825 vagas; salário é de R$ 4,6 mil

IBGE abre hoje inscrição para 7.825 vagas; salário é de R$4,6 mil
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abre nesta terça-feira (21) as inscrições de dois processos seletivos para um total de 7.825 vagas em cargos de níveis médio e superior. Os salários vão de R$ 950 a R$ 4.600. Para o edital número 02, os contratados vão atuar em 550 municípios distribuídos nos 26 estados e no Distrito Federal.
O candidato deve ter ensino médio. O salário será de R$ 1.250. O contratado terá direito ainda a auxílio-alimentação a auxílio-transporte, assim como a férias e 13º salário proporcionais.  A jornada de trabalho será de 40 horas semanais, sendo 8 horas diárias. 
Já no edital nº 03 são 325 vagas em cargos de níveis médio e superior, sendo 300 para agente de pesquisas por telefone e 25 para supervisor de pesquisas, nas áreas de conhecimento geral, gestão, suporte gerencial e tecnologia de informação e comunicação.
A remuneração para agente de pesquisas por telefone é de R$ 950. Para supervisor de  pesquisas é de R$ 4.600. Para agente de pesquisas por telefone é exigido nível  médio completo e 1 ano de  experiência comprovada em teleatendimento/telemarketing ativo ou receptivo nos últimos 5 anos.
Para supervisor de pesquisas geral, gestão e suporte gerencial é exigido curso superior  completo em qualquer área. Para a área de tecnologia de informação e comunicação é exigido curso superior completo com graduação em engenharia de sistemas, ou em engenharia de computação, ou em informática, ou em ciência da computação, ou em análise de sistemas, ou em sistemas de informação, ou em processamento de dados ou análise de tecnologia da informação; ou ainda, curso superior completo com graduação na área de ciências exatas.
Os serviços serão prestados pelo prazo de até 1 ano e pode ser prorrogado desde que não  exceda 3 anos. O contratado será avaliado mensalmente nos primeiros 3 meses e nos últimos 3 meses de contrato temporário. Nos meses intermediários, as avaliações poderão ocorrer mensalmente ou a cada 90 dias.

O prazo de inscrição vai até 19 de julho pelo site .A taxa de inscrição varia de R$ 22 a R$ 100. A prova objetiva está prevista para 4 de setembro e terá duração de 4 horas, das 13h às 17h (considerando o horário de Brasília). O resultado final sairá em 3 de outubro.


Sacrifício de onça exibida em passagem da tocha por Manaus revela drama de espécie ameaçada

Onça mascote do Exército foi morta com um tiro de pistola após avançar sobre soldado; ela havia sido acorrentada e apresentada ao público durante cerimônia.
Onça Simba também participou de cerimônia  (Foto: Exército Brasileiro)
Onça Simba também participou de cerimônia (Foto: Exército Brasileiro)
A morte de Juma, a onça que participou de uma cerimônia com a tocha olímpica em Manaus na segunda-feira, revela o drama de uma espécie ameaçada de extinção e gera questionamentos sobre a manutenção de animais selvagens em centros do Exército na Amazônia.
A onça Juma foi abatida com um tiro de pistola no Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs) logo após ser exibida no evento olímpico. Como outra onça, apelidada de Simba, ela havia sido acorrentada e apresentada ao público durante a cerimônia.
O Exército mantém várias onças em cativeiro na Amazônia. Os felinos ─ bem como animais de outras espécies ─ costumam ser adotados pelo órgão ao serem encontrados em cativeiro ou em poder de caçadores.
Muitas onças, como Juma, se tornam mascotes dos batalhões e passam por sessões de treinamento. Em Manaus, os felinos são presença frequente em desfiles militares, prática condenada por biólogos e veterinários.
Em 2014, durante gravação de um documentário em Manaus, militares do Cigs mostraram Juma, a mascote do centro, à BBC Brasil. Na época, explicaram que a onça havia sido resgatada com ferimentos após sua mãe ter sido morta. Foi levada para o centro e ali cresceu sob os cuidados de tratadores.
O destino trágico de Juma chama a atenção para a situação cada mais precária da espécie, listada como ameaçada no Brasil pelo Ibama em 2003.
É um animal que exige extensas áreas preservadas para sobreviver, caçando espécies como capivaras e até jacarés. Ela vem sendo ameaçada pelo desmatamento, não apenas na Amazônia como também no Pantanal e no Cerrado, para abrir espaço para a expansão da atividade agropecuária.
Tiro de pistola
Em nota enviada ao site da agência local de notícias Amazônia Real, o Comando Militar da Amazônia (CMA) diz que, após a solenidade olímpica na segunda, Juma escapou dentro do zoológico do centro do Exército. O órgão afirma que um grupo de veterinários e militares tentou recapturá-la com tranquilizantes, mas que, mesmo atingido, o animal avançou sobre um soldado.

"Como procedimento de segurança, visando a proteger a integridade física do militar e da equipe de tratadores, foi realizado um tiro de pistola no animal, que veio a falecer", diz o órgão.

Livro destaca valor do 2 de Julho na luta pela Independência

Governador Rui Costa disse que publicação será utilizada em escolas - Foto: Lucas Melo l Ag. A TARDE
Governador Rui Costa disse que publicação será utilizada em escolas
Os escritores Álvaro Pinto Dantas de Carvalho Júnior e Ubaldo Marques Porto Filho lançaram, nesta segunda-feira, 20, o livro 2 de Julho - Independência da Bahia e do Brasil. A publicação deverá ser utilizada na grade curricular das escolas que fazem parte da rede pública estadual.
O lançamento da publicação, que tem 144 páginas, ocorreu no auditório do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), na Piedade. Além dos autores, estiveram no evento o governador Rui Costa, o presidente do instituto, Eduardo Morais de Castro, acadêmicos, autoridades e militares.
Impresso em papel cuchê, com uma variedade de gravuras, o livro de dois capítulos narra os principais acontecimentos históricos pelo Brasil e pelo mundo, antes da data magna do estado, até chegar aos eventos que antecederam e resultaram na Independência da Bahia.
Inicialmente, quatro mil exemplares  foram impressos pela Casa de Cultura Carolina Taboada para serem distribuídos, gratuitamente, na capital  e no interior baiano. O governador assegurou, ainda, que mais dois mil serão impressos pela Empresa Gráfica do Estado da Bahia (Egba).
Descendente do capitão- -mor João Dantas dos Imperiais de Itapicuru, herói da Independência, um dos autores, Álvaro Dantas, explicou que os escritores foram motivados pela importância de propagar mais a história da Bahia, para ele, tão pouco relatada em nível nacional.
"Na escola, aprendemos sobre tantos fatos históricos, mas o 2 de Julho, que selou a Independência da Bahia, é pouco discutido", avalia. "É um livro didático, que traz, entre outros eventos, a participação do povo, com o objetivo de fazer com que os jovens conheçam nossa história", pontua.
Formado em administração pela Universidade Federal da Bahia, com 27 obras publicadas (14 relacionadas ao Rio Vermelho), o autor Ubaldo Porto Filho ressalta que o objetivo central da publicação é valorizar o 2 de Julho na Independência do Brasil.
"Tudo dependeu da vitória aqui para o país manter a unidade nacional, diferente do ocorrido na América espanhola, implodida em várias repúblicas", observa. "Essa importância é pouco valorizada.  O livro é  um pontapé para que a data seja difundida no Brasil", diz.
Autores autografam exemplares durante lançamento
Nas escolas
O presidente do IGHB, Eduardo Morais de Castro, disse ter apelado ao governador para incluir o ensino da história da Bahia na grade das escolas: "Foi um pedido acatado prontamente. É um compromisso da nossa Casa contribuir para que seja compreendida nossa rica história".
Segundo o governador, além da impressão adicional do livro, o estado busca parceria com institutos com acervo de publicações relacionadas à história da Bahia. "Para que possamos imprimir esse material e disponibilizar para alunos das escolas públicas", informou Rui Costa. "Um povo que não conhece sua história, não sabe de onde viemos, não é capaz de construir o presente e o futuro", disse.