14 de setembro de 2018

Ruas de Morro do Chapéu ganham novas denominações

Novas ruas homenageiam figuras importantes da história do município
Vereadores de Morro do Chapéu aprovaram Projeto de Lei que denomina ruas na sede do município. As novas ruas denominadas ficam localizadas nas imediações do Parque Nossa Senhora da Soledade, na Praça Camilo Calazans, e homenagearão figuras importantes da história do município, como Elder Oliveira Rocha (ex-vereador); Roque Santana de Araújo; Leonir Santos Barbosa (Quito); João Oliveira (João Coroá); Francisco Marques Rocha (Chinha); Antônio Barbosa dos Santos (Jacaré).

Serra Preta
Em vida, os ex-prefeitos Dozinho e Zelito têm homenagens em obras públicas
Muitos moradores do município de Serra Preta também cobram homenagens a seus moradores ilustres. A nomeação de ruas é muito importe para a história do município. É através de uma pequena placa na esquina que as novas gerações guardam na memória parte de seu povo. Porém, escolhas autoritárias podem trazer efeitos contrários.

A administração atual pretende avançar nesta questão. No Ponto de Serra Preta, o ex-vice prefeito Fidelis foi homenageado com o espaço de eventos Fidelis Araújo. No feriado do dia 07 de setembro, Clodoldo Ferreira de Souza, conhecido como Dozinho, também foi homenageado, em vida, com o nome da Avenida que dá acesso ao Bravo. O CRAS no distrito de Bravo recebeu o nome de José Ferreira, conhecido como Zeinho, servidor público, falecido em 2016 em acidente de trânsito.

No encontro dos serrapretenses em São Paulo, Vando Sodré cobrou do prefeito Aldinho a nomeação oficial do Beco de Mané da Esteira em Bravo. A família Duarte aguarda o projeto de Lei que possa garantir legalmente a Rua Enoque. Seu Enoque foi um dos maiores ferreiro do município. O bairro da Nova Descoberta também aguarda as nomeações de suas ruas. Os moradores reconhecem as ruas por letra do alfabeto. Na inauguração de calçamento em 2017, o vereador Magno lembrou da necessidade das homenagens.

Problemas

Moradores já se revoltaram nos anos 80 quando
o poder público mudou o nome da Rua do Norte
Evidente, que as homenagens devem levar em conta a relevância do morador para sua comunidade e a questão legal. A Lei 6454/1977 limita algumas nomeações, como atribuir nome de pessoa viva ou que tenha se notabilizado pela defesa ou exploração de mão de obra escrava em todo território nacional.

Estádio leva o nome de ex-prefeito Zelito
Serra Preta, como em muitas cidades do Brasil, fizeram homenagens a moradores vivos. Durante a sua gestão, Zelito Leite foi contemplado com o nome do Estádio Municipal de Futebol, conhecido recentemente como o Zelitão. Zelito também tentou homenagear a jovem médica na época, Dr Stela, com o nome do Hospital Santo Antonio. Na gestão do prefeito Benedito, a via de acesso de Bravo ganhou o nome do atual Senador da República Otto Alencar. Agora, o prefeito Aldinho confirma a Avenida do Bravo com o nome do seu pai Clodoaldo de Souza. 

Nos anos 80, um episódio ficou bem marcante em Serra Preta sobre nomeações de rua. No distrito de Bravo, o poder público tentou mudar o nome da Rua do Norte para homenagear um membro da família Falcão. Os moradores não aceitaram e se rebelaram contra o ato administrativo. A placa foi retirada pelos moradores, que atacaram o agente público com pedras e paus.

Tentativas em vão foram feitas, mas o poder público não conseguiu mudar o nome de uma das ruas mais tradicionais do distrito. Ainda hoje, todos os moradores do Bravo só aceitam Rua do Norte. É esperado que o poder Executivo e o poder Legislativo de Serra Preta possam editar um projeto de Lei e contemplar novos ilustres moradores do município. 

LEIA TAMBÉM



11 de setembro de 2018

PT anuncia Haddad candidato à Presidência nesta terça (11)

A "passagem do bastão" será feita através da leitura de uma carta de Lula em frente à vigília montada próxima à Superintendência da PF de Curitiba
Fernando Haddad será oficializado candidato à Presidência pelo PT
O PT vai anunciar na tarde desta terça-feira, 11, Fernando Haddad como real candidato à Presidência da República pelo partido. O pronunciamento deve ocorrer por volta das 15h - sem contar possíveis atrasos -, logo após a reunião da executiva do PT, marcada para começar às 11h, em Curitiba.

Preso na carceragem da Superintendência da Polícia Federal desde abril, a "passagem do bastão" será feita através da leitura de uma carta de Lula em frente a vigília montada próximo onde Lula está preso, na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba. Logo em seguida, Haddad fará seu primeiro pronunciamento como, de fato, o candidato.



GIRO DA SEMANA: Chuva marca comemorações na semana da pátria em Serra Preta

Mesmo com chuva, o desfile foi ampliando com a
inauguração da Avenida Clodoaldo de Souza
Parece inédito, mas o 07 de setembro em Serra Preta foi marcado com muita chuva. Conversando com os idosos, poucos lembram de precipitação pluviométrica nesta data. Historicamente, o 07 de setembro em Serra Preta é marcado com muito sol e calor. "Não tenho lembrança de chuva nesta época, lembro que as crianças pediam muita água pra beber durante o desfile", comentou Seu Antonio, que assistia ao desfile debaixo de chuva. Por whatsapp, o ex-vereador do município, Elson Mangabeira, acha que em 1995 ocorreu chuva nesta data, mas têm dúvidas. "Minha filha caiu de bicicleta nesta data e estava chovendo", tenta lembrar Mangabeira.
Sem chuva, cidade histórica de Serra Preta abre o desfile cívico municipal
A chuva pode ter atrapalhado um pouco o belo desfile cívico, mas o povo comemorava. Para quem mora no sertão, chuva sempre é bem vinda. O desfile, como prometido, deu início da cidade histórica de Serra Preta no dia 06. Pela manhã, os holofotes ficaram por conta do distrito de Ponto e o encerramento no distrito de Bravo, que contou com a presença de uma multidão. A animação musical ficou por conta da fanfarra Bamadre da cidade de Madre de Deus e da Bamsep de Serra Preta. 
Respeito as diversidades e basta de violência tiveram espaço garantido
no desfile cívico em Ponto de Serra Preta
Crítica contra o desmatamento também foi lembrado no desfile do Bravo
A professor Angélica estava encantada com o desfile e disse que o povo precisa garantir a continuidade. "A administração municipal está de parabéns pelo resgate e o nosso povo precisa manter essa riqueza". O pastor Lucivaldo Santos também prestigiou o desfile cívico e classificou como "muito importante para município este tipo de manifestação". O desfile brilhou com diversas alas temáticas. No Ponto de Serra Preta, jovens desfilaram cobrando mais respeito as mulheres, as diferenças de gênero e um basta a violência. A jovem Bruna, moradora do distrito e assassinada brutalmente em Feira de Santana, foi homenageada.

Inaugurações

Presente em família: Dozinho comparece para as homenagens
O prefeito Aldinho aproveitou o momento festivo para presentear a população entregando obra e serviço. Foi inaugurado a Avenida Contorno, que agora passa a ser chamada de Avenida Clodoaldo Ferreira de Souza. A avenida foi construída em parceria com o Governo do Estado. O atual prefeito Aldinho estava emocionado em homenagear o próprio pai com o nome da Avenida. Amigos, correligionários e a família do patriarca estavam presentes.

Em seu facebook oficial, Aldinho fez questão de lembrar que "foi muito bonito ver o respeito e o carinho que todos manifestaram com suas homenagens a meu pai, o ex-prefeito Dozinho, e a alegria dele em participar desse momento foi muito gratificante. A presença da família e amigos tornou tudo ainda mais especial".

Detran
DETRAN promete procedimentos em tempo real, com qualidade, comodidade e celeridade
Começou a funcionar nesta segunda feira (10) o novo Posto Avançado do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) no município de Serra Preta, no centro-norte baiano. Na nova unidade informatizada é possível realizar uma série de serviços relacionados a veículos, como inclusão de gravame, comunicação de venda, transferência de propriedade, alteração de dados cadastrais, vistoria e licenciamento, entre outros. Serra Preta possui mais de 15 mil habitantes e uma frota estimada em 2,6 mil veículos.

“O usuário conquistou a garantia de procedimentos em tempo real, com qualidade, comodidade e celeridade, tudo perto de casa”, ressaltou a assessora especial do Detran, Eunice Ramos. Segundo ela, antes, para regularizar a documentação de carros e motos, os moradores de Serra Preta precisavam percorrer quase 50 quilômetros até a 21ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), localizada na cidade de Ipirá (Informações: A Tarde).

LEIA TAMBÉM

Serra Preta resgata o desfile cívico em grande estilo



5 de setembro de 2018

Serra Preta realiza II desfile cívico na semana da pátria.

Em 2017, estudantes aproveitaram o desfile para fazer críticas sociais

Os desfiles cívicos no Brasil perderam força em muitas cidades do interior. Praticamente, apenas as capitais e algumas cidades grandes mantêm a tradição. Até os anos 90, muitas prefeituras estimulavam as escolas a organizar o desfile de 07 de setembro.  Era uma parada obrigatória, que se perdeu no tempo. Muitos se desencantaram porque os desfiles eram associados a Ditadura dos Generais.

Este ano, a prefeitura municipal de Serra Preta realizará mais uma edição do desfile cívico, onde temas do passado e presente se reencontram. Dia 06 de setembro, a cidade histórica de Serra Preta foi agraciada com a abertura. No feriado do dia 07, o desfile continuará no distrito de Ponto de Serra Preta pela manhã e se encerra a tarde no distrito de Bravo.

A BAMSEP, embora renovada, promete realizar um grande desfile
Diversas surpresas estão sendo preparadas pelas escolas. Além da Fanfarra Municipal, BAMSEP, o desfile contará com a Fanfarra de Madre de Deus, BAMADRE. O prefeito de Serra Preta, Aldinho, utilizou a sua página de facebook para convidar todas as famílias e amigos para os eventos.

Inauguração

O feriadão promete ser bastante badalado. Além dos desfiles cívicos, a Prefeitura Municipal e o Governo do Estado entregararão a comunidade do Bravo a nova Avenida de acesso ao distrito. A avenida levará o nome do ex-prefeito de Serra Preta Clodoaldo Ferreira de Souza, o Dozinho, pai do atual prefeito.

Segundo a prefeitura, a inauguração contará com festa dançante, através do trio elétrico, animada pela Banda Chicana e Rick Halley.


LEIA TAMBÉM

Serra Preta resgata o desfile cívico em grande estilo




Assista à íntegra da entrevista com Fernando Haddad na Record News

Haddad defende Banda Larga para todos
Terça-feira (4), Heródoto Barbeiro e o colunista Domingos Fraga entrevistam Fernando Haddad, candidato à vice-presidência da República pelo PT



Informações: Record News

4 de setembro de 2018

Ideb 2017: Bahia tem o pior Ensino Médio do país


A Bahia tem o pior Ensino Médio do Brasil, de acordo com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017, divulgado nesta segunda-feira (3) pelo Ministério da Educação (MEC). O estado obteve Ideb 3,0, o que significa um decréscimo em relação ao último índice, de 2015, quando a Bahia registrou Ideb de 3,1. A meta projetada era de 4,3 para esse ano. A média do país no Ensino Médio foi de 3,8.

O índice avalia o fluxo escolar e as médias de desempenho em avaliações. As notas variam de zero a 10. Nas séries finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), a Bahia também ficou em último no ranking nacional.
Ensino Médio
Do total de 412 municípios com Ideb calculado na rede estadual do Ensino Médio, 81,3% (335) obtiveram Ideb com até 3,1. Com Ideb entre 3,2 a 4,1 foram 18,2% (75) de cidades. 

Apenas duas escolas da rede estadual (0,5%) obtiveram mais de 5,2 de Ideb no Ensino Médio.
Com Ideb entre 4,2 e 5,1, foram 14 (3,7%); de 3,2 a 4,1 foram 118 escolas (31,4%), e até 3,1 de Ideb foram 242 escolas estaduais (64,4%).
Ensino Fundamental inicial e final 
Já no Ensino Fundamental final (do 6º ao 9º ano), o Ideb ficou estagnado. O índice de 3,7 obtido em 2015 se manteve neste ano. A meta era de 4,3.

No Ensino Fundamental inicial (do 1º ano ao 5º ano), a Bahia obteve uma melhora de 4,7 de Ideb em 2015 para 5,1 em 2017, batendo a meta projetada pelo Inep, de 4,4.
Brasil
Nacionalmente, a meta do Ideb apenas foi cumprida nos anos iniciais do Ensino Fundamental. No país, a meta estipulada era de 5,5 e alcançou 5,8.

No Ensino Fundamental inicial (5º ano), a Bahia obteve uma melhora de 4,7 de Ideb em 2015 para 5,1 em 2017, batendo a meta projetada pelo Inep, de 4,4. Já no Ensino Fundamental final (9º ano), o Ideb ficou estagnado. O índice de 3,7 obtido em 2015 se manteve neste ano. A meta era de 4,3.
No Ensino Médio, o índice avançou 0,1, chegando a 3,8. A meta era de 4,7.
Já nas anos finais do Ensino Fundamental, o índice alcançou 4,7, sem atingir a meta de 5 pontos. O país não atinge o esperado desde 2013.

Alexandre Frota é condenado a pagar R$ 50 mil por xingar Chico Buarque

Alexandre Frota usou seu perfil no Twitter, em outubro de 2017,
para xingar Chico Buarque e sua posição política e ainda pode recorrer da decisão. 
Pessoas públicas e seus ideais políticos recebem mais críticas do que a maioria da população, mas esses posicionamentos contrários devem respeitar o bom senso e se restringirem às atividades públicas dos criticados. Esse foi o entendimento do juiz Rossidelio Lopes da Fonte, da 36ª Vara Cível do Rio de Janeiro, ao condenar o ator Alexandre Frota a indenizar o cantor e compositor Chico Buarque em R$ 50 mil por danos morais.

Em outubro de 2017, Frota usou o Twitter para xingar o músico, que ajuizou uma ação de reparação de danos morais no valor de R$ 100 mil. O cantor afirmou que os posts feriram seus princípios éticos e valores, tornando sua imagem. O pedido também incluiu a obrigação do acusado em publicar a sentença condenatório em um jornal e em seus perfis em redes sociais.
Como Frota não compareceu na audiência de conciliação do caso, a defesa do autor pediu a decretação da revelia e uma segunda condenação pelo atentado à dignidade da Justiça. Segundo a sentença, o réu chegou a juntar aos autos um acordo que não foi homologado pela irregularidade na representação processual.
“O artigo 344 do Código de Processo Civil diz: Se o réu não contestar a ação, será considerado revel e presumir-se-ão verdadeiras as alegações de fato formuladas pelo autor”, destacou o juiz Rossidelio da Fonte ao analisar o caso.
O magistrado afirmou que o ator atacou Chico Buarque com “ofensas de baixo calão” e atribuiu a ele o “cometimento de crime para agradar alguns setores políticos”. Frota, que tem um posicionamento político contrário ao do músico, xingou o cantor de "filho da puta" e de "ladrão". Por último, o juiz também ressaltou o uso da foto do compositor sem a devida autorização de imagem.
Sobre o embate entre a liberdade de expressão e o direito à imagem e à honra, o juiz lembrou que “o exercício dessa liberdade não pode representar abusos de direito nem tampouco ocasionar danos a terceiros, como os que ocorreram na presente lide”.
“Qualquer pessoa pública tem sua esfera de crítica alargada diante das pessoas anônimas na sociedade. Essas críticas podem atingir inclusive seus posicionamentos políticos. O Direito deve recepcionar todo o tipo de crítica desde que seja exercido este direito dentro de uma esfera de bom senso e restrito às atividades públicas do criticado”, destacou o juiz.
“Não é o caso em tela onde a manifestação expressada ultrapassa em muito a crítica pela atuação do autor como artista e como agente político para imputar xingamentos e crimes sem que para isso tenha qualquer prova", concluiu.
Clique aqui para ler a decisão.
Processo 0267208-19.2017.8.19.0001

Ufba lança cartão de identificação para melhorar segurança nos campi

Foto: Luciano Carcará
Com o objetivo de melhor a segurança nos campi, a Universidade Federal da Bahia (Ufba) lança nesta semana o UFBACard, um cartão que vai permitir a identificação de estudantes, docentes e funcionários da instituição.
A unidade do cartão pode ser solicitada pela internet, e será entregue, preferencialmente, na unidade à qual a pessoa está vinculada. Aposentados, profissionais e estudantes com vínculo temporário também poderão obter o seu UFBACard, a partir de 2019.
A ferramenta faz parte do sistema integrado de segurança da universidade e será implementada por etapas. O cartão conta com chip eletrônico embutido, foto, nome e outras informações de identificação do usuário. Segundo a instituição, todos os dados pessoais e acadêmicos do usuário ficarão armazenados somente nos sistemas da universidade. Com o cartão, também será possível o monitoramento do acesso ao Buzufba.

Baianos querem de volta meteorito de Bendengó

Uma réplica do meteorito está no Museu Geológico da Bahia
Yuri Pastori 
Um movimento baiano, criado por moradores dos municípios de Caldas de Cipó, Uauá, Canudos, Monte Santo e outras cidades da região,  pede o retorno para o sertão baiano do meteorito de Bendengó, descoberto em 1784 no território que hoje pertence à cidade de Monte Santo. Uma réplica do meteorito está no Museu Geológico da Bahia. 
A pedra foi levada em 1888 para o Rio de Janeiro por decisão do imperador Dom Pedro II e estava no Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, que pegou fogo neste domingo, 2. A viagem para transportar a pedra foi uma grande operação de engenharia. O movimento de moradores tem o apoio do Conselho Estadual de Cultura da Bahia.
“O movimento é histórico, inclusive foi uma luta do deputado Zezéu Ribeiro, já falecido. No entanto, no ano passado, a partir de discussões no plenário do Conselho Estadual de Cultura e mobilizações dos municípios envolvidos, fizemos um abaixo-assinado para o retorno da pedra e solicitamos uma audiência na Assembleia Legislativa para buscar novas alianças com os segmentos legislativos e da sociedade social. Agora com o incidente do Museu Nacional do Rio de Janeiro, vamos pedir de forma mais consistente”, diz o presidente do conselho, Emílio Tapioca. 

3 de setembro de 2018

Incêndio destrói o Museu Nacional, a primeira instituição científica da história do país

Fogo começou por volta de 19h30, quando o prédio já estava fechado para os visitantes Calcula-se que o acervo tenha 20 milhões de itens


Museu Nacional, a mais antiga instituição científica brasileira e o museu mais antigo do país, foi destruído por um incêndio de grandes proporções na noite deste domingo. As chamas começaram por volta de 19h30, quando o prédio histórico, na Quinta da Boa Vista, zona norte do Rio de Janeiro, já havia sido fechado para o público. Segundo o Corpo de Bombeiros não há notícias de feridos. Havia apenas quatro vigilantes no local no momento em que o fogo começou e eles conseguiram escapar.
Imagens aéreas mostram o edifício completamente tomado pelas chamas e a dificuldade dos bombeiros de controlá-las. Já há setores do prédio sem qualquer cobertura de telhado. "Não vai sobrar absolutamente nada do Museu Nacional", afirmou o vice-diretor da instituição, Luiz Fernando Dias Duarte, em entrevista à GloboNews. "Os 200 anos de história do país foram queimados", disse. Na porta do local, professores, alunos e pesquisadores choram enquanto presenciam a destruição.
Ainda não há pistas do que pode ter iniciado as chamas. Segundo o Corpo de Bombeiros, o trabalho foi dificultado porque os hidrantes do museu estavam descarregados e foi necessário pedir o apoio de carros-pipa. Alguns pavimentos internos do prédio desabaram, mas os bombeiros conseguiram retirar uma parte do acervo antes. Atuam no combate às chamas equipes de 20 quartéis do Rio de Janeiro.
O prédio foi criado por D. João VI e completou 200 anos em 2018. O edifício é tombado pelo patrimônio histórico e foi residência da família Real e Imperial brasileira. Sua estrutura é de madeira, o que permite que as chamas se espalhem com mais facilidade. O prédio também sofria com a falta de manutenção, como cupins que corroíam a estrutura e queda de reboco. Em fevereiro deste ano, Alexander Kellner, diretor do museu, reclamou ao jornal O Globo da falta de verba para a manutenção do local. "Felizmente essas pragas [morcegos e gambás] não têm aparecido no acervo, mas ainda podem ser vistas nas áreas comuns. O maior problema são as goteiras. Ficamos preocupados quando cai uma tempestade porque só temos verbas para medidas paliativas de prevenção."
O acervo do museu é composto por cerca de 20 milhões de itens. Entre os destaques estão a coleção egípcia, que começou a ser adquirida pelo imperador Dom Pedro I; o mais antigo fóssil humano já encontrado no país, batizado de "Luzia", com cerca de 11.000 anos; um diário da Imperatriz Leopoldina; um trono do Reino de Daomé, dado ao Príncipe Regente D. João VI, em 1811; o maior e mais importante acervo indígena e uma das bibliotecas de antropologia mais ricas do país. Até este momento não é possível saber exatamente qual o dano provocado pelas chamas, mas, segundo um funcionário da instituição que acompanhava o trabalho dos bombeiros disse à GloboNews, toda a área de exposição do museu foi atingida.
A instituição, ligada à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), vinha sofrendo com os cortes orçamentários há pelo menos três anos. Alunos do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da universidade, que atuam no museu, chegaram a criar memes em que mostravam fósseis à espera de verba, ironizando os cortes, quando, na época, a previsão era a de que só se receberia 25% do Orçamento previsto para pesquisa no ano. Também em 2015, o museu chegou a ficar fechado por dez dias após uma greve de funcionários da limpeza que reclamavam salários atrasados. Nas redes sociais, pesquisadores, alunos e professores brasileiros também compartilham seus depoimentos, lamentando o ocorrido e creditando a tragédia ao corte de custos vivido nos últimos anos.
Ainda em entrevista à GloboNews, o vice-diretor do Museu Nacional qualificou o incêndio como uma "catástrofe insuportável". "O arquivo de 200 anos virou pó", disse. "São 200 anos de memória, ciência, cultura e educação, tudo se perdendo em fumo por falta de suporte e consciência da classe política brasileira. Meu sentimento é de imensa raiva por tudo o que lutamos e que foi perdido na vala comum", ressaltou ele, que afirmou que no aniversário de 200 anos da instituição nenhum ministro de Estado aceitou participar da comemoração. "É uma pequena mostra do descaso", disse ele, que afirmou que a instituição estava fechando uma negociação com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que incluía, justamente, um projeto de prevenção de incêndios. "Veja, conseguimos isso junto a um banco. Nunca conseguimos nada do Governo brasileiro. A universidade federal vive à mingua", desabafou.
O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, afirmou em entrevista à GloboNews que o ocorrido é parte do "processo de negligência de anos anteriores". "Que isso sirva de alerta para que não aconteça em outros museus. Medidas que poderiam ter sido tomadas anteriormente não foram tomadas", destacou ele, que disse que foi feito um projeto para a revitalização do prédio e os recursos foram levantados, "mas não deu tempo de evitar a tragédia".
Em nota, o presidente Michel Temer afirmou que a perda do acervo do Museu Nacional é "incalculável para o Brasil". "Hoje é um dia trágico para a museologia de nosso país. Foram perdidos 200 anos de trabalho, pesquisa e conhecimento. O valor para nossa história não se pode mensurar, pelos danos ao prédio que abrigou a família Real durante o Império. É um dia triste para todos brasileiros". O Ministério da Educação, ao qual à UFRJ é ligada, também lamentou por nota e disse que "não medirá esforços para auxiliar a universidade no que for necessário para a recuperação do patrimônio histórico."

Quem é a candidata do PCO que cometeu gafe na TV e virou meme


Priscila Ebara, candidata do PCO (Partido da Causa Operária) ao governo do Paraná, ganhou fama nacional da noite para o dia depois de protagonizar uma cena hilária na TV, na última quinta-feira (30).
_Ao final da entrevista que concedia para o jornal Band Cidade, em Curitiba, a candidata surpreendeu os telespectadores ao tietar o apresentador José Wille. Ela se levantou, estendeu a mão para o jornalista e disse: "Eu ouvia você no rádio". Wille, segurando o riso, respondeu: "Agora só na televisão".
A candidata quis estender o papo e perguntou "Qual era o programa mesmo?", mas foi interrompida pelo âncora: "Depois eu converso com você, deixa eu encerrar o bloco aqui". Com cara de espanto, Priscila Ebara se desculpou e se retirou de cena.
Antes disso, ao concluir sua entrevista, a candidata mandou a real sobre o que pensa do processo eleitoral no Brasil.
"Nenhuma proposta, de nenhum político, vai se realizar. É tudo para ganhar as eleições, não vão se realizar. Nós estamos dentro de um golpe, o golpe não vai deixar", disse.

Quem é Priscila Ebara

Priscila Ebara tem 42 anos, é professora e nasceu em Santa Mariana, no norte do Paraná.
De acordo com reportagem da Gazeta do Povo, ela é casada e mãe de uma menina de 4 anos. Em debate da Gazeta, Ebara disse que foi a maternidade que lhe despertou um sentimento de coletividade.
"Eu tenho uma filhinha de quatro anos que foi a principal impulsionadora da minha luta por um estado, por uma vida um pouco mais coletiva, um pouco mais igualitária. É interessante que depois que ela nasceu minha vida mudou bastante e fui procurar um pouco mais de igualdade para mim e para os outros que estão ao meu redor", afirmou.
Antes de ingressar no universo político, Priscila Ebara trabalhou em academia de ginástica e locadora de filmes, como operadora de telemarketing e recepcionista. Formou-se em Direito e em Artes Visuais e se tornou professora do Ensino Médio.

28 de agosto de 2018

Festa de Vaqueiro do Ponto de Serra Preta atraiu mais uma multidão

Mais um grande público na festa de Vaqueiro do Ponto de Serra Preta
Muito arrocha na noite de sábado com as atrações musicais
Muitos amantes da boa festa de vaqueiro foram prestigiar a 30° Festa de Vaqueiros e Cavalo de Pisada no distrito de Ponto de Serra Preta, 172 km de Salvador. O evento aconteceu durante o fim de semana passada. No sábado (25), milhares de pessoas encheram a praça musical, que recebeu o nome, in memoriam, de Fidélis Araújo - um dos fundadores da festa .
 
Prefeito revitaliza o 'Espaço da Festa' e homenageia Fidélis Araújo
Para os organizadores, cerca de 20 mil pessoas circularam pela tradicional festa de Vaqueiro, que chegou aos trintas anos mantendo a tradição num mundo dominado pelos motores. O prefeito do município Aldinho ficou contente com mais um sucesso da segunda edição do evento que ajudou a organizar. A prefeitura municipal é a principal patrocinadora da festa. Este ano investimos muito mais em segurança, com a Guarda Municipal, o apoio da Polícia Militar, Corpo de Bombeiro, Departamento de Polícia Técnica, Polícia Rodoviária Estadual, Posto Médico através da Secreta de Saúde. Inovamos com dois palcos que alternaram apresentações nos intervalos", falou o prefeito para o site VR14.
 
Vaqueiros mantém a tradição no mundo motorizado
'Unha Pintada' foi a principal atração da festa, que contou também com o belo show do grupo musical 'Brega e Vinho', 'A Vaquirama' e o artista da terra 'Junior Rodrigues'. No domingo (26), a festa dançante chegou ao final com as participações de 'Sela Vaqueira', 'Doce Sedução' e 'Luanzinho'. Quem chegou cedo no domingo, durante o dia, acompanhou os desfiles tradicionais dos vaqueiros e todo o ritual da festa.

Fotos: facebook da Prefeitura Municipal

Leia Também


  


Belo Horizonte ganha 60 novas placas de sinalização turística na cidade

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Belotur e da BHTrans, concluiu nesta semana a instalação de 60 novas placas turísticas na capital mineira. As placas foram instaladas nas avenidas do Contorno e Tereza Cristina, corredores viários que dão acesso a diversos atrativos turísticos da cidade, além de importantes destinos turísticos de Minas Gerais. O projeto é fruto de um contrato firmado entre o Município e o Ministério do Turismo.
A avenida do Contorno possui diversos bens culturais tombados, assim como atrativos e equipamentos turísticos. Já a avenida Tere​z​a Cristina, extensão da avenida do Contorno, é um corredor viário que tem início no polo central e alcança várias regiões da cidade. Desse modo, faz-se necessária a sinalização turística ao longo desses percursos.
Para se ter ideia, as placas de sinalização orientam o acesso a atrativos e equipamentos como o Circuito Cultural Praça da Liberdade, Inhotim, região da Savassi, Museu Histórico Abílio Barreto, bairro Mangabeiras, Museu de História Natural, Polo de Móveis, Expominas, Praça da Estação, Mercado Central, Parque Municipal, Serraria Souza Pinto, Praça do Papa, Serra do Curral, Pampulha, Mineirão e Zoológico. A sinalização atende também na informação sobre acessos a cidades mineiras que também se configuram como destinos turísticos relevantes, tais como Sabará, Diamantina, Brumadinho, entre outras.
Para o presidente da Belotur, Aluizer Malab, as placas de sinalização possibilitam a exploração e usufruto da cidade e de sua oferta, atuando como marcos, sinais de orientação no deslocamento pela cidade, tanto de turistas quanto da população local. Nesse sentido, a instalação de placas de sinalização turística atende a uma demanda dos centros urbanos modernos, especialmente daqueles que se geram esforços para o desenvolvimento das atividades turísticas, como em Belo Horizonte.
“A cidade vivencia um crescimento excepcional de seus equipamentos turísticos, que atuam sinergicamente com os atrativos já consolidados da cidade. O resultado é aumento de visitação de turistas com suas diversas intenções, sejam o lazer, a cultura, os negócios e os eventos”, avalia Malab.
De acordo com o diretor de Sistema Viário da BHTrans, José Carlos Mendanha, a sinalização turística, além de fomentar o turismo na cidade, serve também para agilizar o trânsito. “As placas auxiliam os motoristas no planejamento das rotas, dando assim melhor fluidez nas vias. Essa informação é fundamental para quem está visitando Belo Horizonte e não convive diariamente com o nosso sistema viário”, comenta.
Informações: Feira Cultural

SESC de São Paulo já disponibiliza o CD com as cantigas de Serra Preta

Tradição popular de Serra Preta eternizada num belo CD musical
O grupo musical liderado por Renata Mattar e Gustavo Finkler volta aos cantos de trabalho, dando continuidade à sua pesquisa e mostrando mais de 20 cantigas recolhidas pela cantora em variadas localidades do país, como Arapiraca - AL (cocos e cantigas das destaladeiras de fumo), Crato - CE (cantigas de pisar o chão de barro e da colheita da batata) Barrocas - BA (cantiga de raspagem da mandioca), Caxias - MA (capina de roça) e Serra Preta - BA (bata do milho e do feijão).
Para o lançamento do CD, a Cia Cabelo de Maria conta com as participações musicais da comunidade de trabalhadores rurais de Serra Preta (BA) e de Rosália Gomes dos Santos, cantora e estaladeira de fumo de Arapiraca (AL).
Quem deseja adquirir esta obra prima, o novo CD já se encontra a venda no site do SESC por 20 reais (Clique)

LEIA TAMBÉM
Cantadores de Serra Preta conquistam a terra da garoa




24 de agosto de 2018

Ministério Público Eleitoral diz que candidatura de Dilma é legal

Líder em todas as pesquisas eleitorais já realizadas, ela teve sua candidatura questionada no Tribunal Regional Eleitoral do Estado
(Foto: Roberto Stuckert Filho)
O Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais confirmou, nesta quinta-feira, 23 de agosto, a legalidade da candidatura de Dilma Rousseff ao Senado. Líder em todas as pesquisas eleitorais já realizadas, ela teve sua candidatura questionada no Tribunal Regional Eleitoral do Estado. Segundo a Procuradoria Regional Eleitoral, apesar dos questionamentos, não há qualquer impedimento para que a petista concorra nas eleições de outubro.
Desde que registrou sua candidatura, Dilma virou alvo dos adversários. Sete pedidos de impugnação foram apresentados ao TRE, sob o argumento de que, ao ser retirada da Presidência pelo impeachment, em 2016, ela também deveria perder seus direitos políticos por oito anos. A tese, contudo, foi rechaçada pelo procurador Angelo Giardini de Oliveira. Ele avalia que a decisão do Senado, ao votar pela preservação dos direitos políticos de Dilma, não pode ser revista.

“A nosso ver, a decisão do Senado Federal de realizar o ‘fatiamento’ do julgamento é insuscetível de revisão judicial por esse egrégio Tribunal Regional Eleitoral”, escreveu Oliveira. Ele embasa o seu parecer citando decisão do ministro do STF Teori Zavascki, que faleceu em janeiro de 2017. Também recorre a um parecer do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. Ambos respaldam esse entendimento: não há revisão na decisão.

Conforme o rito do impeachment, o Senado é comandado pelo presidente do STF na votação final. Na ocasião, por 61 votos a 20, Dilma Rousseff teve o seu impeachment aprovado. Quanto aos direitos políticos, seriam necessários 54 votos para que ela ficasse impedida para funções públicas por oito anos, mas só 42 senadores se posicionaram desta maneira.
Embora tenha ressalvado sua posição sobre a elegibilidade de Dilma Rousseff, o procurador abriu, como manda a legislação eleitoral, prazo para que Dilma apresente sua defesa nos pedidos de impugnação.


22 de agosto de 2018

Prefeito de Serra Preta mostra a sua força política

Aldinho apresenta seus candidatos nas eleições deste ano
Num momento de crise política e econômica, o prefeito de Serra Preta, Rogério Serafim, conhecido como Aldinho, reuniu quase duas mil pessoas no clube do distrito de Bravo para o lançamento de seus candidatos nas eleições deste ano. O ato foi comparado as convenções para governador na Bahia. Na verdade, foram poucos os candidatos ao governo baiano que conseguiram reunir multidão como o prefeito de Serra Preta.

O ato político aconteceu no último domingo (19). O clima local era de chuva, mas aos poucos a população compareceram em massa. O prefeito deixou sua residência no centro do Bravo e foi ao clube andando, cerca de 700 metros, acompanhado de amigos, secretários e correligionários. Centenas pessoas fizeram questão de acompanhar o prefeito, que teve dificuldade de chegar até o palco do clube. Aldinho atribuiu o apoio popular ao trabalho prestado em menos de dois anos a frente da prefeitura municipal.

População enche o clube Bravolândia para prestigiar o prefeito Aldinho
"Vamos continuar firme no trabalho. Nós demos a sorte, graças a deus, de encontrar essas pessoas durante meu mandato: é Alan Castro, é Bacelar, é Elisângela, é Zé Neto que têm feito por nós". O prefeito, durante seu discurso, elencou as diversas obras que vem realizando, mesmo em tempo de crise. Além de divulgar os nomes dos deputados, Aldinho enfatizou a importância de eleger Lula, Rui Costa e os senadores para o desenvolvimento do município.

Durante o discurso de Bacelar, que enfatizou muito a biografia do ex-presidente Lula e atual candidato do PT, o público se emocionou e puxou um "Fora Temer". Segundo Bacelar (Podemos), a sua missão é derrubar o golpe, que vem destruindo as conquistas do povo de baixa renda e de todos os trabalhadores. O deputado estadual Alan Castro (PSD), que concorre a reeleição, focou seu discurso na biografia pessoal, falando de sua origem povo no município de Cruz das Almas, a formação como médico e dos projetos sociais que desenvolve em Salvador e em cidades do interior.

Balaio, artista popular que brilhou nos palcos paulistas,
foi aplaudido pelo público
A candidata Elisângela (PT) enfatizou a parceria quem vem realizando em Serra Preta com o governo municipal em diversas áreas. O secretário de saúde, Sérgio Moreira, é o principal representante da candidata no município. Zé Neto (PT) não compareceu, mas é o principal articulador da água canalizada para o povoado da Lagoa da Caiçara, que conta com o apoio do secretário de obras de Serra Preta, Eliúde Miranda.  

O ex-prefeito Zelito compareceu e indicou a possibilidade
 de apoiar os candidatos do prefeito Aldinho
O ex-prefeito Zelito Leite disse não conhecer ainda bem os candidatos a deputados, mas confia no trabalho do prefeito Aldinho e certamente marchará juntos no mesmo palanque. Zelito chamou a atenção para a dilapidação das riquezas nacionais. Disse que o Brasil precisa de um estadista que possa devolver a riqueza do país a seu povo. Falou do brilho dos cantadores populares de Serra Preta nos palcos paulistas, que tiveram repercussão nacional semana passada. Chamou à atenção para investimento na cultura para que a tradição não desapareça e apresentou Balaio, artista popular, ao público, que foi muito homenageado.
Novas adesões deixam o grupo do prefeito Aldinho mais forte

O ato político serviu também de apresentação de novos apoios. Joãozinho da ambulância e Mirandi Duarte discursaram como novas adesões. Segundo os organizadores, mais de 50 lideranças irão acompanhar o prefeito Aldinho nas eleições deste ano. O grande público presente superou a convenção que deu a vitória histórica a Aldinho. O ato político passou confiança ao jovem prefeito, que tudo indica que reinará no braço do povo, trabalhando e passando confiança política.

LEIA TAMBÉM